Flora imprime assinatura em canção de Roberto Carlos


Regravação ‘cool’ de ‘Sua estupidez’ é o chamariz do álbum autoral da artista criada em Alagoas. ♪ Cantora e compositora, Flora Uchôa é natural do Rio de Janeiro (RJ), mas se criou em Maceió (AL). Tanto que o autoral primeiro álbum da artista – que assina somente Flora – ganhou forma nas mãos de artistas atuantes na cena musical alagoana.
Intitulado A emocionante fraqueza dos fortes e lançado neste mês de outubro de 2020, o álbum alinha nove canções autorais gravadas com produção musical de Wado, artista catarinense residente em Maceió (AL).
Coube a Wado dar forma no estúdio, com brasilidade contemporânea, a composições de Flora como América, Leve, O banquete, Raízes, Revés e Só de amor, além da música-título A emocionante fraqueza dos fortes, previamente apresentada em agosto.
Contudo, a faixa que sobressai no álbum é a única sem a assinatura de Flora nos créditos da composição. E é a única formatada pelo arranjador e produtor musical alagoano Dinho Zampier.
Imersa na envolvente sonoridade climática criada por Zampier, Flora consegue imprimir uma assinatura cool de intérprete em Sua estupidez, “aquela canção do Roberto”, entre tantas outras que entronizaram o cantor na preferência popular dos anos 1960 aos anos 1980.
Lançada em 1969 na voz do autor, a balada bluesy de Roberto Carlos e Erasmo Carlos já tinha ganhado registros autorais de Gal Costa – em 1971, no show Fa-Tal – Gal a todo vapor, perpetuado em cultuado álbum duplo ao vivo – e de Ná Ozzetti, em 1988, no primeiro álbum da cantora revelada como principal vocalista do grupo Rumo.