Fiscalização flagra crianças venezuelanas e mães com bebês pedindo esmolas em semáforos de Boa Vista


Ação começou às 9h e deve seguir ao longo de toda esta quarta-feira (28). Adultos encontrados junto com as crianças estão sendo advertidos e podem responder à Justiça. Ação começou às 9h em semáforos da zona Oeste da capital; crianças e responsáveis estão sendo levadas ao Conselho Tutelar
Inaê Brandão/G1 RR
Uma ação, feita na manhã desta quarta-feira (28) está retirando crianças e adolescentes venezuelanos de semáforos em Boa Vista.
A retirada é feita pelo Conselho Tutelar em parceria com a Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Roraima e a Polícia Militar.
A fiscalização começou às 9h na zona Oeste da capital. Em duas horas, cerca de 10 crianças, e até bebês de colo, já haviam sido flagradas em semáforos e ruas da região. A maioria estava pedindo esmola junto com os pais.
Conselheiros e agentes de proteção da Vara da Infância e Juventude encontraram crianças desacompanhadas dos pais nas ruas
Inaê Brandão/G1 RR
Roraima está em situação de emergência social por conta da intensa migração de venezuelanos para o estado. Segundo a prefeitura de Boa Vista, só na capital já são mais de 40 mil imigrantes. Muitos estão vivendo nas ruas, praças, abrigos lotados e casas divididas por até dezenas de pessoas.
Segundo Andreza Ferreira, conselheira tutelar, pais e responsáveis pelas crianças estão sendo advertidos administrativamente para que não permitam que os menores fiquem nas ruas.
“Nessa situação as crianças ficam totalmente expostas a vários riscos, incluindo o de sofrer acidentes e até abusos”, frisou.
De acordo com ela, há a suspeita de que adultos estejam se aproveitando das crianças para pedir esmola e angariar dinheiro.
Mãe foi flagrada com bebê de colo em semáforo na Avenida Ataíde Teive
Inaê Brandão/G1 RR
“Vimos casos de mães que ficam sentadas na margem da pista enquanto os filhos ficam pedindo comida e dinheiro aos motoristas. Por isso é importante que a população se conscientize e não dê esmolas, porque isso só aumenta o número de crianças e adolescentes nas ruas”.
Em um semáforo na Avenida Ataíde Teive, três menores foram flagrados sem os pais. A mãe foi localizada no abrigo do bairro Tancredo Neves e deve ser advertida.
A ação deve ocorrer ao longo de todo o dia principalmente na zona Oeste da capital. Pais, responsáveis e crianças serão levados ao Conselho Tutelar e depois entregues em abrigos de imigrantes. Crianças ou adolescentes que forem encontrados sem os pais serão conduzidos aos abrigos infantis da capital.

Powered by WPeMatico