Filme de Michael Bay sobre coronavírus tem produção ‘vetada’ por Federação Americana de Artistas


Segundo entidade, produtores ‘não foram transparentes’ sobre protocolos de segurança adotados. Demi Moore e Craig Robinson estão no elenco. O diretor Michael Bay no Copacabana Palace
Célio Silva
O filme “Songbird”, do diretor americano Michael Bay sobre a pandemia do novo coronavírus, teve sua produção “vetada” pela Federação Americana de Artistas de Televisão e Rádio nesta quinta (2).
De acordo com a entidade, “os produtores não foram transparentes sobre seus protocolos de segurança”. O Sindicato também diz que os produtores não se tornaram signatários do acordo sobre a volta das filmagens.
A equipe do filme esperava começar a produção agora, já que, desde o dia 12 de junho, trabalhos de filmagens estão permitidos em Hollywood, mas sob regras sanitárias e de segurança. Dentre elas, estão o uso obrigatório de máscara, equipe reduzida e essencial nos sets, redução de cenas com contato físico, testagem da equipe e limpeza constante das mãos.
Bay (“Transformers”) assina a produção do longa. A direção é de Adam Mason, que co-escreveu o roteiro com Simon Boyes. No elenco, estão Demi Moore (“Ghost”), Craig Robinson (“The Office”), Paul Walter Hauser (“Infiltrado na Klan”) e Peter Stormare (“Fargo”).
Segundo a sinopse inicial do filme, ele abordará um mundo pós-pandemia. “Um vírus ainda mais sério continua a sofrer mutação”, diz o texto.