Filho de Zé Katimba, Inácio Rios reúne o pai e rapper francês em faixa do álbum ‘Correr pelo certo’


Parceria inédita do sambista niteroiense com Wilson das Neves, ‘Nego vadio’ é outro destaque do repertório do disco programado para 16 de julho. ♪ Aos 36 anos, o cantor, compositor e músico fluminense Inácio Rios lança o terceiro álbum solo, Correr pelo certo, em 16 de julho. Bamba da atual geração do samba, nascido em Niterói (RJ) em janeiro de 1985, Inácio Rios é filho de José Inácio dos Santos, artista paraibano conhecido como Zé Katimba nas rodas e quadras da cidade do Rio de Janeiro (RJ).
Atualmente com 88 anos, tendo composto memoráveis sambas-enredos para a escola Imperatriz Leopoldinense, Katimba participa do álbum de Inácio Rios, cantando com o filho É preciso resistir, samba que compôs com Jorge Luiz nos anos 1960, mas que foi censurado na época. É preciso resistir fecha o disco Correr pelo certo em gravação feita por Inácio com Katimba e com o rapper francês Rockin’ Squat.
Parceria inédita de Inácio Rios com Wilson das Neves (1936 –2017), apresentada por Inácio em gravação feita com a participação de Mosquito, Nego vadio é outro destaque entre as 13 músicas que compõem o repertório do disco Correr pelo certo.
Editado por vias independentes, Correr pelo certo é o primeiro álbum solo de Inácio Rios desde Agulha de marear (2013), CD lançado há oito anos, dando continuidade à discografia solo iniciada pelo artista há 13 anos com a edição do álbum Bendita percussão (2008).
Gravado com produção musical de Bira Haway, o álbum Correr pelo certo inclui regravação de Fria lição (Jorge Aragão e Paulinho Resende, 1998) entre sambas autorais como Desmoronou (Inácio Rios, Mosquito e Bruno Campos), Gavião sonhei (Inácio Rios e João Martins), Gira nesse carrossel (Inácio Rios e Raul Di Caprio), Manda embora a saudade (Inácio Rios e Raphael Richaid), Moeda motriz (Inácio Rios, Pipa Vieira e Mussa) e Noites a bailar (Inácio Rios e Leandro Matos).
Diogo Nogueira, Fred Camacho e Leandro Fab são os compositores de Te amar é viver. Sombrinha e Marquinho PQD assinam Momento de luz. Já a música-titulo Correr pelo certo é de autoria de Serginho Meriti, Serginho Madureira e Paulinho Bigail.