Fiat Mobi se torna o carro novo mais barato do Brasil; veja lista com os modelos mais em conta


Chery QQ, antigo dono do posto, deixou de ser produzido e vendido. Agora, apenas dois modelos custam menos de R$ 40 mil. Fiat Mobi Easy
Divulgação
Com o fim da produção e venda do Caoa Chery QQ, o “título” de carro novo mais barato à venda no país tem um novo dono: o Fiat Mobi.
A má notícia, é que os brasileiros agora precisam desembolsar um valor mínimo maior para comprar um carro zero. Antes, o QQ era oferecido por R$ 28.740. Agora, o veículo mais em conta, o Mobi Easy, sai por R$ 33.490, quase R$ 5 mil a mais.
O G1 listou os carros novos mais baratos do Brasil em novembro. É possível observar que, além do Mobi, só há um outro carro que custa menos de R$ 40 mil, a versão de entrada do Renault Kwid.
Depois, a lista só traz modelos que custam mais de R$ 45 mil – os dois últimos colocados, inclusive, se aproximam dos R$ 50 mil.
O Lifan 530 2018, mostrado no site da fabricante por R$ 43.990, não foi considerado, já que não teve unidades emplacadas em 2019, de acordo com a Fenabrave. Procurada, a Lifan não respondeu se o sedã segue em linha.
Veja a lista completa:
Fiat Mobi Easy – R$ 33.490
Para ser o veículo mais barato do Brasil, o Mobi Easy abre mão de itens de conforto, como ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos. Nessa versão, ele usa o veterano motor 1.0 de 4 cilindros e 75 cavalos. Curiosamente, todas as outras versões do Mobi entrariam na lista dos carros mais baratos do país, inclusive aquela equipada com câmbio automatizado.
Renault Kwid Life – R$ 34.790
Renault Kwid Life
Divulgação
O Kwid é o outro veículo novo que custa menos de R$ 10 mil no Brasil. Na versão Life, ele também fica devendo equipamentos considerados essenciais, como o ar-condicionado e a direção elétrica. Nem vidros ou travas elétricos ele tem. Seu único “luxo” são os airbags laterais de série. Sai de fábrica com motor 1.0 de 3 cilindros e 70 cv, e é o carro menos potente do país, embora o mais leve, com 758 kg.
Ford Ka S – R$ 46.290
Ford Ka Hatch 2019
Marcelo Brandt/G1
O terceiro carro mais barato do Brasil também é o terceiro mais vendido. Só que o Ka já custa mais de R$ 10 mil a mais do que o Kwid. Só que tem projeto mais moderno, motor mais potente e vários equipamentos, como ar-condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricos, banco do motorista com ajuste de altura, além de motor 1.0 de 85 cv.
Fiat Uno Attractive – R$ 46.490
Dono da quarta posição, o Fiat Uno Attractive compartilha o motor 1.0 Fire com o Mobi, mas tem carroceria maior e mais equipamentos. Ele já tem ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos e computador de bordo. Mas não tem um simples rádio.
Hyundai HB20 Sense – R$ 46.490
Recém-lançado, o HB20 totalmente reestilizado figura, com sua versão básica, na lista dos carros mais baratos. Além do visual polêmico, ele entrega os mesmos itens do Ford Ka, mas adiciona rádio e computador de bordo. Seu motor 1.0 entrega 80 cv.
Volkswagen Gol 1.0 – R$ 47.020
Volkswagen Gol 2020
Divulgação
Ex-líder de vendas no Brasil, o Gol tem uma versão de entrada por pouco mais de R$ 47 mil. Ela é equipada com motor 1.0 de 84 cv, e não foge muito à regra dos itens de série de HB20, Ka e Uno. Um destaque é o suporte para celular de série.
Chevrolet Joy – R$ 47.690
Chevrolet Joy
Divulgação/Chevrolet
A primeira geração do Onix mudou de nome, e agora é vendida apenas como Joy. Traz, de série, ar-condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricos, abertura interna do porta-malas e chave do tipo canivete, mas não tem rádio. Também tem motor 1.0 de 80 cv e câmbio manual de 6 marchas, uma exclusividade dessa lista.
Renault Sandero Life – R$ 47.990
Outro modelo que acaba de passar por uma plástica visual. Traz basicamente os mesmos equipamentos do Joy, mas adiciona airbags laterais de série, como o Kwid. Seu motor é um 1.0 de 82 cv.
Fiat Grand Siena Attractive – R$ 47.990
Fiat Grand Siena 2020
Divulgação/Fiat
Pelo mesmo preço do Renault Sandero, o Fiat Grand Siena entrega mais capacidade de porta-malas. No entanto, não recebe atualizações significativas há alguns bons anos, e isso inclui o antigo motor 1.0 de 75 cv. Entre os itens de série, há ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos e computador de bordo.
Fiat Argo 1.0 – R$ 49.590
O último colocado da lista já fica próximo dos R$ 50 mil. Por esse preço, o cliente leva a versão de entrada do Argo, que tem ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, vidros e travas elétricos, quadro de instrumentos com tela de 3,5 polegadas colorida e volante com regulagem de altura. Seu motor é o 1.0 de 3 cilindros e 77 cavalos.
Volkswagen Up MPI – R$ 49.590
Pelo mesmo preço do Argo, o Up MPI fecha a lista dos carros mais baratos do país. O subcompacto vem bem equipado nessa versão, e tem ar-condicionado, direção elétrica, vidros, travas e retrovisores elétricos, rádio, suporte para celular, volante multifuncional, chave tipo canivete, computador de bordo e banco do motorista com ajuste de altura.