Fiat Chrysler retoma produção no Brasil após adotar medidas de segurança

Empresa afirma que está monitorando a saúde dos funcionários e que retomada será gradual. Fábrica em Betim é a maior de veículos no país. Retomada da produção da Fiat, em Betim
A Fiat Chrysler (FCA) anunciou nesta segunda-feira (11) a retomada da produção de veículos no Brasil, depois de 48 dias de interrupção.
Em comunicado, a fabricante afirmou que serão 4,3 mil pessoas trabalhando em Betim (MG), além de 1,5 mil em Goiana (PE). Cerca de 600 empregados já haviam voltado ao trabalho em uma fábrica de motores da Fiat em Campo Largo (PR). A produção de veículos na fábrica de Betim é a maior do Brasil.
74% dos empregados da indústria automotiva têm contrato suspenso ou jornada reduzida temporariamente
De acordo com a empresa, a retomada vai ser um processo “gradual”, feito após uma série de medidas de organização do trabalho dos funcionários e da adoção de medidas sanitárias. Funcionários administrativos que não estão diretamente envolvidos com a produção continuam a trabalhar de casa, para reduzir o fluxo de pessoas nas fábricas.
O volume de produção deve ser reduzido no início, com crescimento gradual durante o mês de maio. Antes da paralisação, a planta de Betim produzia 1,6 mil carros por dia e a de Goiana, 1 mil.
Segundo dados da associação das fabricantes, a Anfavea, a produção de veículos no Brasil em abril caiu 99%, com o impacto da pandemia de coronavírus.