Fábio Jorge carrega ‘Porta-estandarte’ de Geraldo Vandré no primeiro álbum em português


Artista regrava a música de 1966 com Consuelo de Paula em disco, ‘O tempo’, sobre o momento delicado do mundo na pandemia. ♪ Fábio Jorge é cantor brasileiro, nascido em São Paulo (SP), filho de pai brasileiro. Contudo, a ascendência francesa vinda da família materna sempre falou mais alto na discografia do artista. Tanto que os quatro primeiros álbuns do cantor – Chanson française (2009), Chanson française 2 (2011), Edith (2013) e Connexions (2019) – foram gravados em francês.
Quinto álbum de Fábio Jorge, gravado com arranjos do pianista Alexandre Viana e do violonista Joan Barros, O tempo é o primeiro titulo em português da discografia do cantor paulistano.
Previsto para ser lançado em outubro, o álbum traz a participação da cantora Consuelo de Paula na regravação de Porta-estandarte (Fernando Lona e Geraldo Vandré, 1966).
Sozinho, o cantor aborda Canção do medo (Toquinho e Gianfrancesco Guarnieri, 1973), Pra fazer o sol adormecer – composição pouco conhecida de Gonzaguinha (1945 – 1991), apresentada por Maria Bethânia no álbum Ciclo (1983) – e Nosso fim, nosso começo (Guilherme Arantes, 1987), entre outras músicas.
A música-título O tempo é de autoria de Reginaldo Bessa, tendo sido apresentada na voz do autor no festival Abertura, exibido pela TV Globo em 1975. “O tema do álbum O tempo gira em torno das questões ligadas ao momento delicado que vivemos com a pandemia”, conceitua Fábio Jorge.