EUA emitem alerta aconselhando que americanos não viajem ao Brasil por conta da Covid-19 e o “aumento da criminalidade”

Comunicado do governo pede que viajantes evitem qualquer área que tenha fronteira com o Brasil. O departamento de viagem do governo dos Estados Unidos emitiu um comunicado na última quinta-feira (6) recomendando que americanos não façam viagens ao Brasil por conta do aumento de casos de Covid-19 e “criminalidade”.
O governo americano recomenda que os turistas evitem “qualquer área dentro das fronteiras terrestres do Brasil com Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e Paraguai devido à criminalidade”.
Segundo o departamento, viajantes no Brasil estão propensos a sofrerem “crimes violentos, como assassinato, roubo à mão armada e roubo de carro, comuns em áreas urbanas, dia e noite. A atividade das gangues e o crime organizado são generalizados. Assaltos são comuns”.
Ainda no comunicado, o governo dos EUA recomenda que viajantes não usem “ônibus públicos municipais em todas as partes do Brasil devido ao elevado risco de roubo e agressão a qualquer hora do dia, especialmente à noite”.
Os EUA é o país com o maior número de casos de Covid-19 no mundo, com mais de 5 milhões de pessoas infectadas, de acordo com o levantamento realizado pela Universidade Johns Hopkins. Já o Brasil ultrapassou a marca de 3 milhões de infectados.
Brasil e Estados Unidos são os países com mais mortes por Covid-19 no mundo