Estudante alagoana é a única da América Latina entre os 10 finalistas do Global Student Prize 2021


Prêmio é considerado o “Nobel da Educação” por ser o de maior reconhecimento na área. Ana Julia Monteiro de Carvalho está entre os 10 finalistas do Global Student Prize 2021
Arquivo pessoal
A estudante alagoana Ana Julia Monteiro de Carvalho, 18 anos, foi a única estudante da América Latina entre os 10 finalistas do Global Student Prize 2021, considerado o “Nobel da Educação” por ser o de maior reconhecimento na área. Para a seleção, foram mais de 3,5 mil indicações, de 94 países.
Ana Julia é de Maceió e estuda o 3º ano do Ensino Fundamental na Escola Industrial de Educação Básica do SESI. Para ela, representar o país em uma competição como essa é muito importante não só para sua vida, mas para todas as comunidades que busca ajudar com seus projetos.
“Fiquei muito orgulhosa e feliz, não só pela seleção para o prêmio, mas pelo que isso traz. Acredito que ele é muito importante para conseguir firmar parcerias e desenvolver projetos para comunidades. Eu acho que o mais importante foi essa plataforma que consegui e, com isso, ter a possibilidade de desenvolver projetos na cidade”, ressaltou.
O Global Student Prize está na sua 8ª edição. Ele é aberto a todos os alunos com pelo menos 16 anos de idade e matriculados em uma instituição acadêmica ou programa de treinamento e habilidades.
O vencedor ganha, além do título, o prêmio final de US$ 100 mil. O vencedor será anunciado na cerimônia de premiação que ocorrerá em novembro, em Paris, na França.
“O estudo é muito importante pode mudar a realidade, não só da vida do aluno, mas da comunidade que vive. E isso não é só para quem se interessa por robótica, é preciso identificar a sua área e ter uma paixão pelo que faz. Independente da área escolhida, a pessoa usar suas habilidades para promover mudanças na sua comunidade”, ressaltou.
Interesse começou aos 12 anos
Estudante alagoana começou a se interessar por robótica aos 12 anos
Arquivo pessoal
A estudante começou a se interessar por robótica aos 12 anos e, entre os projetos desenvolvidos com sua equipe, está o Ecosururu, uma telha sustentável feita com a casca do sururu, molusco encontrado na região lagunar do estado.
“A gente passa na Lagoa Mundaú e vê a pesca e a casca, que é descarta. Nós desenvolvemos a telha com o pó para, além de preservar o meio ambiente, fomentar o empreendedorismo na região”, disse.
Outro projeto é o Sustainable Aerator, que busca aumentar a qualidade de água dos animais para ampliar a produção leiteira em regiões de subsistência de países em desenvolvimento. “É um mecanismo eólico que é usado como bomba e pode aumentar a quantidade da água destinada aos animais”, explicou.
Ana Júlia está terminado o ensino Fundamental e pretende estudar em uma universidade fora do país. “Depois de ter o aprendizado em outro país eu quero voltar para o Brasil e colocar em prática o que aprendi, porque meu interesse é ajudar as comunidades”, completou.
Ana Julia Monteiro de Carvalho, 18 anos, foi a única estudante da América Latina entre os 10 finalistas do Global Student Prize 2021
Divulgação/Sesi
VÍDEO: Alagoas busca ampliar incentivo à robótica
Projeto Robótica será ampliado para mais 50 unidades de ensino em Alagoas
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL