Enxadrista Nona Gaprindashvili processa Netflix por cena de ‘O Gambito da Rainha’


Seriado diz que uma das maiores jogadoras do mundo nunca tinha enfrentado homens. Ela considerou fala degradante e falsa, e pede indenização de US$ 5 milhões (R$ 26 milhões). Nona Gaprindashvili
Divulgação / Federação de Xadrez da Geórgia
Nona Gaprindashvili, uma das maiores jogadoras de xadrez do mundo, entrou com uma ação contra a Netflix por causa de uma cena do seriado “O Gambito da Rainha” que diz que ela era “campeã mundial e nunca enfrentou homens”.
Na verdade, Nona enfrentou e venceu diversos homens na carreira. Ela alega que a fala “mentirosa e degradante” sobre sua carreira foi exibida para milhões de pessoas, e pede uma indenização de US$ 5 milhões (R$ 26 milhões).
Em uma das cenas finais do seriado, a personagem fictícia Beth Harmon vai jogar na Rússia, e um narrador cita Nora Gaprindashvili: “A única coisa incomum sobre ela realmente é seu gênero. E mesmo isso não é único na Rússia. Aí está Nona Gaprindashvili, mas ela é a campeã mundial feminina e nunca enfrentou homens.”
A enxadrista da Geórgia, de 80 anos, diz que a história falsa sobre ela foi usada para enaltecer a personagem e que o seriado tentou criar uma figura fictícia que abriu caminho para outras mulheres “quando em realidade eu já tinha aberto o caminho e inspirado muitas gerações”. “Esta é a ironia”, ela diz.
O processo foi aberto em um tribunal de Los Angeles, nos EUA. A Netflix ainda não se pronunciou na ação, mas disse ao jornal “The New York Times” que tem muito respeito por Nora Gaprindashvili, mas considera que a ação não tem mérito.
‘Gambito da Rainha’: Assista ao trailer da série