Entretenimento na quarentena: veja conteúdos culturais para consumir em casa


Visitas virtuais a museus, streaming de shows ao vivo, programas de TV e conteúdo infantil estão entre opções em período sem aulas com outras medidas para conter novo coronavírus. O que fazer em casa? A busca por opções de entretenimento caseiro aumenta com o avanço do novo coronavírus.
Várias medidas para conter a transmissão do vírus buscam diminuir o contato social, como cancelamento de aulas. Além disso, devem ficar isolados todos os casos confirmados, suspeitos e viajantes de volta ao país. (Veja aqui as principais medidas e recomendações atualizadas no Brasil).
Com isso, sobe a busca por atividades dentro de casa. O G1 lista opções abaixo, como visitas virtuais a museus, streaming de shows ao vivo, programas de TV e conteúdo infantil.
Museus
A visitação virtual e gratuita a museus, galerias e bibliotecas públicas de todo o mundo são algumas opções para passar esse período. Muitos já ofereciam a opção antes mesmo do surto de coronavírus.
Além das páginas de cada instituição, o Google Arts & Culture reúne dezenas de museus e galerias ao redor do mundo e permite visitas virtuais em espaços de arte. Com o serviço, o internauta tem a possibilidade de ver obras de renomados artistas e conhecer suas histórias. Veja a lista
Museu do Prado, na Espanha, tem visita virtual
Reprodução/Instagram
Shows
Nos próximos dias, artistas brasileiros e estrangeiros planejam fazer shows ao vivo em suas redes sociais, como Teresa Cristina, Paula Fernandes e Miley Cyrus. Também há outros shows feitos recentemente e disponíveis na íntegra, como Coldplay e John Legend. Veja a lista.
Chris Martin, vocalista do Coldplay
Reprodução/RBS TV
Streaming de audiovisual
Plataformas de streaming e canais por assinatura disponibilizaram conteúdos de graça no Brasil. Há também casos de antecipação da chegada de filmes nos catálogos. O Globoplay, plataforma de streaming da Globo, disponibilizou diversos conteúdos por 30 dias para não-assinantes.
A Spcine, empresa de fomento ao cinema da prefeitura de São Paulo, liberou o acesso por 30 dias ao conteúdo de sua plataforma de streaming, Spcine play. A Pandora Filmes disponibilizou filmes que estrearam recentemente nos cinemas em várias plataformas sob demanda. Saiba mais.
Conteúdo infantil
O Globoplay disponibilizou 30 filmes infantis, além de algumas séries e temporadas de “Malhação” por 30 dias para não-assinantes. O foco é principalmente o público infantil, que em várias partes do mundo foi dispensado das escolas. Estão liberadas séries como “Detetives do Prédio Azul”, “Escola de Gênios”, “Mya Go”, “Bob Zoom”, “Valentins” e “Dr. Calça Dimensional”.
O projeto Save with Stories foi criado pelas atrizes americanas Jennifer Garner e Amy Adams. Elas e outras famosas, como Reese Witherspoon, estão publicando vídeos no Instagram lendo histórias para crianças. Saiba mais.
Amy Adams em vídeo do projeto Save with stories
Reprodução/Instagram/savewithstories