Enem: Estudantes terão até 2 de maio para pedir isenção; veja efeitos de decisões judiciais no cronograma


Justiça derrubou na terça-feira (28) uma liminar obtida pela Defensoria Pública da União que obrigava o MEC a adequar o calendário do exame ao contexto da pandemia. O Enem foi mantido para novembro, mesmo diante da crise do coronavírus
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Os estudantes que desejam se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm agora um novo prazo definido pela Justiça Federal para pedir a isenção de taxa: 2 de maio é a data limite. Além disso, o cronograma do exame deve ser mantido mesmo diante da pandemia de novo coronavírus.
As decisões são da Justiça Federal e foram divulgadas na terça-feira (28), como noticiou o G1.
A determinação para que o cronograma do Enem não seja modificado é do Tribunal Regional Federal da 3ª Região. A sentença do TRF veio em resposta a uma liminar de 17 de abril, obtida pela Defensoria Pública da União (DPU).
A DPU ainda pode recorrer da decisão. Na ação, a Defensoria pediu que o calendário do exame fosse readequado com novas datas conforme a evolução da pandemia da Covid-19 no Brasil.
A liminar obtida pela DPU determinava que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização do exame, promovesse as adequações no cronograma. No dia 22, o MEC anunciou o adiamento da versão digital do Enem 2020 e a ampliação do direito à isenção.
Nesta quarta-feira (29), o Inep informou ao G1 que vai manter o adiamento da versão digital do Enem 2020.
Antes previsto para os dias 11 e 18 de outubro, a prova digital será agora nos dias 22 e 29 de novembro. A aplicação da prova impressa permanece prevista para 1º e 8 de novembro.
Enem em tempos de pandemia: o que muda na preparação dos jovens para a prova de 2020
Enem vai ser 100% digital até 2026, diz Inep
Isenção da taxa
O outro ponto abordado em decisão judicial é o prazo de 2 de maio. Ao G1, o Inpe informou nesta tarde de quarta que ainda não foi notificado sobre a nova data para limite de isenção da taxa.
Apesar do Inep ter divulgado que todos os alunos que têm direito vão obter a isenção da taxa de inscrição, a decisão do TRF considerou que a nova regra não ficou clara. Segundo João Paulo Dorini, defensor público, deixar esclarecidas às regras e a data é importante para que os alunos possam recorrer da decisão caso o pedido de isenção seja negado.
“O importante é informar que há a possibilidade de isenção. Nem todos os pedidos de isenção são diretos, então aqueles que têm uma situação nebulosa, é melhor fazer o pedido. Por que há um histórico de indeferimento relativamente alto, cerca de 20% dos pedidos, cerca de 600.000 pedidos, são indeferidos”.
Veja o cronograma com as principais datas do Enem:
Fim do processo de solicitação de isenção: 2 de maio
Pagamento da taxa de inscrição: 11 a 28 de maio
Inscrições: 11 a 22 de maio
Solicitação de atendimento especializado do Enem impresso: 11 a 22 de maio
Solicitação para tratamento pelo nome social: 25 de maio a 1 de junho
Divulgação do Cartão de Confirmação da Inscrição, com os locais de prova: A definir data em outubro
Provas presenciais: 1 e 8 de novembro
Gabarito e divulgação dos cadernos de questões: 11 de novembro
Provas Enem digital: 22 e 29 de novembro
Divulgação do gabarito do Enem digital: 2 de dezembro
Resultado individual: janeiro de 2021
Justiça decide manter as datas do Enem