Enem 2021: estudante de Aracaju enfrenta luto e falta de estrutura, mas não desiste de tentar cursar medicina


Ela diz que contou com a ajuda da família para comprar computador e melhorar o acesso à internet. Estudante de Sergipe Lidyane Victoria Lino Gomes
Arquivo Pessoal
A estudante da rede estadual de ensino, Lidyane Victoria Lino Gomes, de 18 anos, diz que enfrentou uma luta pessoal para não desistir de fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para tentar cursar medicina, após perder o pai para a Covid-19 e não ter estrutura para estudar.
Aplicativo do g1 Enem: saiba como baixar
Enem 2021: estratégias para o primeiro dia de prova
“Perdi o meu pai fiquei muito abalada psicologicamente, mesmo assim prossegui com o meu sonho, pois tudo o que ele queria era me ver conquistando a minha vaga na universidade e lutarei até o fim, tenho certeza que ele se orgulha muito de mim onde ele está”, disse.
Além do luto, Lidyane diz que estudar à distância durante o período da pandemia também foi difícil. Já que inicialmente, ela estudava por celular e somente com ajuda de familiares conseguiu comprar um computador e mudar o plano de internet, que ainda não é considerado o ideal. “Não foi uma tarefa fácil, o EAD deixou muitas dificuldades para todos nós que somos estudantes, passei por problemas de acesso à internet, foram inúmeras as dificuldades, mesmo assim consegui fazer o que pude de acordo com as minhas condições”, recordou.
Para fazer o primeiro Enem, ela disse que estudou cerca de 5 horas por dia e que foi inspirada pelos profissionais da saúde. “Eu pretendo cursar medicina, sempre foi o meu sonho desde quando eu estava no ensino fundamental. Eu já tenho um histórico na área da saúde, tenho primas enfermeiras, e elas sempre me incentivaram o amor pela área da saúde e isso só fez eu me apaixonar ainda mais pela área . Esse sonho cresceu mais ainda durante a pandemia, vi o quanto os médicos foram guerreiros, eles são verdadeiros heróis, pretendo ser uma ótima profissional e sobretudo ajudar as pessoas que mais precisam, principalmente as mais carentes”.
Em Sergipe, neste domingo (21), 49.116 pessoas estão aptas para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Sergipe, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Desse total, 48.206 escolheram fazer a versão impressa, enquanto 910 vão fazer a versão digital.