Enem 2020: Aulão do G1 traz revisão para a prova de Linguagens; veja os VÍDEOS


O programa teve participação do professor Raphael Hormes, do cursinho Descomplica, e abordou as funções da linguagem, arte na contemporaneidade, gramática instrumental, movimentos literários, entre outros temas. Aulão do G1 revisa conteúdo de Linguagens e Códigos para o Enem 2020
Reprodução/G1
A 10 dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o G1 preparou um aulão com revisão sobre a prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, que será aplicada em 17 de janeiro.
APLICATIVO G1 ENEM: Baixe o app com jogos de perguntas e respostas sobre o Enem
O programa teve participação do professor Raphael Hormes, do cursinho Descomplica, e apresentação de Gabi Gonçalves. Eles abordaram as funções da linguagem, arte na contemporaneidade, gramática instrumental, movimentos literários, entre outros temas.
A dica do professor é começar a prova do Enem pelo enunciado, para depois ler o texto de apoio. Assim, o candidato já saberá qual é a pergunta para a qual precisa encontrar uma resposta.
Locais de prova: saiba como consultar onde você fará o Enem 2020
Se prepare: o que pode ser feito para melhorar o autocontrole antes da prova
O G1 ainda transmitirá, sempre às 13h, mais quatro aulões para ajudar nessa reta final do Enem:
12/1 Humanas
14/1 Redação
19/1 Ciências da natureza
21/1 Matemática
Confira abaixo os principais temas abordados:
Funções da Linguagem
Enem 2020: aulão tira dúvidas sobre funções da linguagem
Um dos temas recorrentes no Enem é pedir para o aluno identificar as seis função da linguagem. Para isso, os estudantes precisam saber que todo texto tem elementos da comunicação. Para cada elemento, há uma função.
A depender do tipo de texto, ele pode valorizar uma função. Se focar no Emissor, ele pode ter uma função emotiva/expressiva. Confira abaixo:
Elementos de comunicação e funções da linguagem
Modos de organização e gêneros textuais
Enem 2020: tire dúvidas sobre modos de organização de texto e gêneros textuais
Os modos de organização e gêneros textuais são outros temas recorrentes. Para diferenciá-los, é preciso lembrar que os modos de organização são mais amplos e gêneros são mais específicos.
Confira abaixo:
Organização textual
Narrativo
Descritivo
Argumentativo
Expositivo
Injuntivo
Gêneros narrativos
Fábula
Crônica
Conto
Poema
Placa
Gráfico
Aforismo
Anedota
Resenha
Arte na contemporaneidade
A cobrança mais frequente sobre arte no Enem, segundo o professor Hormes, é como ela é trabalhada na contemporaneidade. Para isso, o candidato precisa entender que a concepção da arte hoje em dia é considerada bem ampla, democrática e inclusiva.
O professor diz ser importante associar expressões artísticas à identidade do sujeito, a um grupo social e a valores associados a determinadas épocas, por exemplo.
Os pontos-chave para entender a arte contemporânea são:
Percepção ampla
Visão inclusiva
Identidade
Tecnologia
Ressignificação
Finalidade utilitarista x artística
Vanguardas europeias
Gramática instrumental e reflexiva
O tema gramática instrumental e reflexiva também é recorrente nas provas de linguagens do Enem.
A gramática instrumental é aplicada à construção do sentido do texto, como o uso de diminutivos para trazer um teor mais carinhoso à linguagem. A gramática reflexiva é voltada ao uso cotidiano da linguagem, sem seguir a norma à risca.
Confira os pontos-chave sobre o tema:
Variação linguística
Impactos semânticos
Construção do texto
Organização textual
Coesão
Norma-padrão
Coloquialismo
Movimentos literários
Outro tema recorrente no Enem são os movimentos literários. Segundo o professor Hormes, o candidato precisa saber o contexto histórico de cada época ligada aos movimentos literários, em vez de decorar nome de autores e datas, por exemplo. Um exemplo é saber que o Romantismo está associado ao processo de construção de identidade nacional por causa da Independência do país.
Confira os pontos-chave sobre o tema:
Temporalidade e atemporalidade
Contexto histórico
Panorama político
Quadro social
Aspectos biográficos
Recursos estilísticos
Língua estrangeira
Hormes reforça que as questões voltadas à língua estrangeira no Enem não são difíceis, e justamente por isso devem ser resolvidas com atenção. Caso o candidato erre, a nota geral pode cair muito, devido ao método de correção do exame baseado na teoria de resposta ao item.
Uma dica é treinar, refazendo provas de anos anteriores. Isso vale tanto para as questões de língua estrangeira quanto para a prova como um todo.
Vídeos: saiba tudo sobre o Enem 2020