Encceja 2020: ‘Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes no Brasil’ é tema da redação para certificação do ensino médio


Exame concede diploma do ensino fundamental ou do ensino médio a pessoas que não terminaram essas etapas em idade regular. Encceja – adulto faz prova
Luís Gustavo Malheiros/Prefeitura de Macaé
Os temas das redações do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2020 foram “Abandono afetivo do idoso no Brasil” para alunos de ensino fundamental e “Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes no Brasil” para aqueles do ensino médio. A informação foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em seu site.
O exame que concede certificação do ensino fundamental ou do ensino médio a pessoas que não terminaram essas etapas em idade regular acontece neste domingo (29) em 622 cidades de todo o país.
O Inep não deu mais detalhes sobre o teor das redações.
O instituto diz que o texto deve ser “obrigatoriamente dissertativo-argumentativo”, coerente, coeso e deve respeitar o tema proposto.
“O participante que não escreve sobre o assunto proposto sequer tem o texto avaliado nos outros critérios, as chamadas competências. Quanto mais próximo o participante estiver de cumprir com todas as exigências, mais perto estará de alcançar uma boa nota”, diz órgão em seu site.
Nos anos anteriores, os temas das redações foram:
2017 – Ensino Fundamental: A importância da vacinação para a saúde pública
2017 – Ensino Médio: A questão da adoção de crianças e adolescentes no Brasil
2018 – Ensino Fundamental: Possibilidades de uma alimentação segura para a população brasileira
2018 – Ensino Médio: Os riscos do trabalho noturno para a saúde do trabalhador
2019 – Ensino Fundamental: Novas formas de consumo consciente
2019 – Ensino Médio: A organização do tempo e o acesso às redes sociais
A redação deve ter até até 30 linhas e seguir o modelo dissertativo-argumentativo, o mesmo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
LEIA TAMBÉM
Enem 2021: número de pretos, pardos e indígenas inscritos cai mais de 50%
MILTON RIBEIRO: ‘As falas do ministro têm feito um buraco no meu coração’, diz mãe de duas crianças cegas
1,6 milhão de pessoas se inscreveram na avaliação de 2020 que, além da redação, conta com quatro provas objetivas com 30 questões de múltipla escolha cada. A primeira etapa do exame aconteceu durante a manhã, das 9h às 13h (horário de Brasília). A segunda parte começou às 15h30, após um intervalo para os participantes.
Para quem busca um diploma no ensino fundamental, a divisão é a seguinte:
das 9h às 13h: Ciências Naturais e Matemática;
das 15h30 às 20h30: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física, Redação, História e Geografia.
E para quem tenta uma certificação do ensino médio, a estrutura é:
das 9h às 13h: Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias;
das 15h30 às 20h30: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias.
Gabarito das provas
O Inpe deve publicar o gabarito das provas objetivas até 10 de setembro. A informação vai ficar disponível no portal do órgão.
O resultado oficial das provas, que revela a pontuação de cada candidato, ainda não tem data para ser divulgado.