Empresário tem prejuízo de R$ 150 mil com a morte de toneladas de peixes durante apagão no Ceará


Animais morreram devido à falta de oxigenação da água.  Cerca de 15 toneladas de peixe tilápia morreram em Aquiraz.
Silvio Monteiro/ Arquivo Pessoal
Um empresário teve um prejuízo de aproximadamente R$ 150 mil devido à morte de 15 toneladas de peixe durante o apagão desta quarta-feira (21) na cidade de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. Os peixes da espécie tilápia estavam em um tanque que ficou sem oxigenação após as máquinas pararem de funcionar.
A carga de peixe seria comercializada durante a Semana Santana, segundo o empresário Sílvio Monteiro. Os geradores do tanque apresentaram problema e todos os animais morreram.
“As máquinas pararam de funcionar em função da falta de energia. Eu liguei as bombas auxiliares à gasolina, mas não foi o suficiente pelo tempo que ficou sem energia”, comentou.
Os peixes precisaram ser retirados do tanque para evitar que ficassem podres dentro da água. O piscicultou teve de enterrar os animais, pois não estavam próprios para o consumo.
“Os peixes estavam com cerca de meio quilo já. É difícil. Dói. Já chorei muito, um prejuízo grande”, lamentou.
Prejuízo é de mais de R$ 150 mil, segundo o empresário
Silvio Monteiro/ Arquivo Pessoal
Transtornos e falta de água
O apagão atingiu o Ceará durante cerca de cinco horas e outros 13 estados no Norte e Nordeste. A falta de energia prejudicou também o abastecimento de água em Fortaleza e outros municípios da Região Metropolitana.
Durante cerca de cinco horas, as Estações de Tratamento de Água (Gavião e Oeste) que abastecem o sistema integrado da capital e região metropolitana ficaram sem funcionar devido à falta de energia, o que compromete a distribuição da água e despressurização das redes.
A energia elétrica foi restabelecida em todo o território cearense às 20h54. Em Messejana apenas o Terminal estava com iluminação.
Gioras Xerez/G1 Ceará
Segundo a Cagece, devido à ocorrência, bairros de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Eusébio e parte de Itaitinga (atendidos pelo sistema integrado) podem sofrer com baixa pressão da água e desabastecimento.
A Enel, distribuidora de energia do Ceará, informou que o fornecimento de energia foi normalizado em todos os municípios do Estado afetados pela falha no Sistema Interligado Nacional (SIN). O abastecimento foi restabelecido gradualmente até as 20h54, à medida que o Operador Nacional do Sistema (ONS) retomava as cargas de energia elétrica.
Ruas de Fortaleza são iluminadas apenas por faróis dos veículos durante apagão.
André Teixeira/G1

Powered by WPeMatico