Empresária expõe petiscos, ‘ovo de páscoa’ e refeições de alimentos naturais para pets na Tecnoshow


Empresária começou a preparar as comidas após o cão dela não conseguir comer ração e acabou transformando a habilidade em um negócio, em Rio Verde. Empresária Gisele Damasceno com bolo de aniversário e petiscos para pets na Tecnoshow
Vanessa Martins/G1
A empresária Gisele Damasceno expõe na Tecnoshow, em Rio Verde, no sudoeste goiano, produtos pet feitos com alimentos naturais. Durante a feira, que é uma das maiores em agronegócio no Brasil, ela oferece petiscos, refeições, bolo e até “ovo de Páscoa” para cachorros e gatos.
O diferencial, segundo ela, é que todos os alimentos são feitos com base de comida natural. São usados grãos, carnes e verduras.
A empresária disse que começou a se interessar pelo assunto há cerca de dois anos, quando seu cachorrinho, um shitszu batizado de Simba, teve uma infecção nos olhos que o deixou cego. Por causa dos antibióticos fortes para tratar a doença o animalzinho não conseguia se alimentar com ração.
“Foi quando eu descobri que o melhor para ele nessa situação seria a alimentação natural. Eu comecei fazendo frango e arroz sem temperos, mas sabia que era meio improvisado. Até que eu fiz um curso do assunto e aprendi como produzir petiscos e a alimentação direitinho”, explicou.
Ovos de Páscoa para cachorro feitos de alfarroba e fígado em Rio Verde
Vanessa Martins/G1
De acordo com ela, quando começou a produção, apareceram outras pessoas interessadas. Uma das primeiras foi a mãe dela, que tem um cachorro idoso com problemas nos ossos e nas articulações.
“Ele nunca melhorou nem com ração especial. Passei a fazer para ele um caldinho de pé de galinha, que é rico em colágeno e agora ele corre, pula. Está muito melhor do que antes”, detalhou.
Conforme Gisele, alguns dos seus clientes que já sabem de limitações alimentares dos pets – como alergias ou intolerâncias diagnosticadas pelos veterinários – e já pedem as refeições sem esses ingredientes. Além de mais saudável, a empresária avalia que pode ser mais barato do que muitas rações. As refeições de frango e carne, por exemplo, saem por R$ 30 o quilo.
“Não tem conservante nem corante. Nada leva nem milho e nem soja”, explicou.
A empresária lembra que existe um período de adaptação. Segundo ela, é um pouco difícil para trocar completamente a dieta dos animais porque a comida natural o bichinho tem que comer tudo e não deixar na vasilha, porque o alimento pode azedar. Ele precisa ser guardado congelado.
Nesta Páscoa, a empresária inovou e desenvolveu biscoitos especiais que vem embalados em formato de ovo. Eles estão disponíveis nos sabores fígado e alfarroba – usado como substituto para o chocolate.
Petiscos feitos de alimentos naturais expostos na Tecnoshow
Vanessa Martins/G1
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.