Empreendedores mantêm tradição da panela de barro no Espírito Santo

Associação produz e vende a panela de barro que já virou patrimônio imaterial do estado. Empreendedores mantêm tradição da panela de barro no Espírito Santo
Uma palavra que se ouve muito no mundo dos negócios é inovar. Mas e quem investe há séculos em um mesmo produto? O Pequenas Empresas & Grandes Negócios foi até Vitória para encontrar essa resposta. É lá que um grupo de empreendedores produz e vende a panela de barro que já virou patrimônio imaterial do Espirito Santo.
Esse trabalho, tão tradicional no estado, é feito por uma associação de mulheres, conhecidas como “Paneleiras de Goiabeiras”. Todo o processo de fabricação é mantido há mais de 400 anos. “A técnica nunca mudou. Do mesmo jeito que retiravam o barro 400 anos atrás, hoje continua do mesmo jeito. A fabricação da panela é feita à mão, com auxílio de uma tábua, uma cuia e água”, conta Berenice Nascimento, presidente da Associação das Paneleiras de Goiabeiras.
Eonete Corrêa é uma das paneleiras. Ela aprendeu a técnica aos 12 anos e hoje, aos 67, continua fazendo o artesanato e garante o sustento da família dela: “Todas as paneleiras aqui sobrevivem da panela de barro, porque nós fomos criados na panela de barro. De geração em geração. Eu faço parte da quarta geração”.
Antigamente, esse trabalho era feito dentro das casas. Depois, foi criado um espaço próprio no bairro de Goiabeiras, em Vitória, o que ajudou a profissionalizar o negócio.
O trabalho é 100% artesanal e demorado. Depois de moldadas à mão, cada paneleira leva as peças para queimar em uma fogueira. Só então elas fazem o acabamento com uma tinta natural feita de tanino.
Os restaurantes usam para servir a famosa moqueca capixaba. Os preços variam de acordo com o tipo e tamanho da panela, de R$ 10 até R$ 140.
O galpão onde as paneleiras trabalham virou um ponto turístico da cidade e recebe mais de duas mil pessoas por mês. “Eles têm quase cinco gerações envolvidas nesse processo. É maravilhoso o fortalecimento dessa economia familiar”, afirma o engenheiro agrônomo Renato Stephanoski.
Oitenta e cinco pessoas trabalham na associação. Elas não sabem dizer quantas panelas são vendidas por mês. “Na semana, a gente tira uns R$ 1,5 mil quando tem muito turista. Tem muitos restaurantes no exterior que cozinham nas nossas panelas. Eles vêm pra cá comprar e levam pra lá pra servir a moqueca capixaba. Porque o resto é peixada”, afirma Eonete.
ASSOCIAÇÃO DAS PANELEIRAS DE GOIABEIRAS
R. das Paneleiras, 55 – Goiabeiras
Vitória /ES – CEP: 29075-105
Endereço correspondência: Rua Leopoldo Gomes Salles 94 – Goiabeiras – Vitória/ES
Telefone: (27) 99899-1055

BAR E RESTAURANTE PIRÃO
Rua Joaquim Lyrio, 753 – Praia do Canto
Vitória/ES – CEP: 29055-460
Telefone: (27) 32271165/ (27) 993099415
Email: piraovitoria@hotmail.com
www.piraovitoria.com.br