Emílio Dantas fala sobre gravação de série com Fabiula Nascimento: ‘Tempo de se reabastecer’


Casal protagoniza um dos episódios de ‘Amor e Sorte’, que estreia em setembro na Globo. Fabiula Nascimento e Emilio Dantas na série “Amor e Sorte”
Globo/ Sergio Zalis
Emílio Dantas fez uma visita ao passado durante as gravações de “Amor e Sorte”. Ao lado da mulher, Fabiula Nascimento, ele protagoniza um dos episódios da série e, durante a filmagem, recordou de seu primeiro emprego com produção de vídeo.
“Uma das partes mais legais disso tudo foi a revisita. Eu lembrei de quando trabalhava com produção de vídeo. O primeiro cabo que a gente teve que colocar aqui em casa, com fita crepe, me deu um saudosismo muito grande do meu primeiro emprego. E, vivendo tudo isso, fiquei muito interessado em fazer a fotografia remotamente também”, conta o ator.
Já Fabiula afirma ter se interessado por todo o processo de produção.
“Toda essa parte da câmera, de logar cartão… Pegar em uma câmera na mão e realizar um plano, entendendo qual é o peso daquilo. De ir no olhar sem premeditar.”
“Essa parte técnica de operar as coisas foi a que eu mais aprendi e a que eu fiquei mais interessada em aprender. As coisas como arte e caracterização já fazem muito parte do meu trabalho. Mas pegar uma câmera na mão foi um prazer enorme”, diz a atriz.
Além do aprendizado profissional, o casal também cita que a relação se fortaleceu durante a pandemia e o projeto em parceria.
“Foi um tempo de a gente se reabastecer”, afirma Emílio.
“Como tivemos que fazer a câmera na mão, consegui ver nuances do Emílio de outra perspectiva. Fazia cenas bem de perto e é bonito você ver o outro compondo aquele quadro, toda a doçura dele estava ali em destaque”, cita Fabiula.
Leia também: Taís Araújo e Lázaro Ramos falam sobre experiência em gravar série longe de equipe: difícil e prazeroso
O casal vai protagonizar o episódio “Territórios”, que aborda a história de um casal que decide se divorciar à noite, porém é impedido de se separar por causa da pandemia.
Entre voos e trabalhos cancelados e suspeita de Covid-19, eles se veem confinados juntos, mas isolados e separados dentro do mesmo apartamento.
“Esse é um texto que fala da dificuldade do momento para aquele casal, que sabia que se amava, mas que estava com uma crise no meio de uma pandemia. A mensagem que queremos passar é que as crises podem se resolver e muitas vezes são necessárias. Esse casal, que foi obrigado a conviver, teve que se reinventar. Às vezes, é legal reinventar. Pode ser que se saia muito mais forte, se amando mais até”, explica Adriana Falcão, responsável pelo roteiro em parceria com Jô Abdu.
“Uma seleção natural fortaleceu os relacionamentos mais saudáveis, e minou os que já estavam mal das pernas. Muita gente que tava sem coragem de por um ponto final no que um dia foi uma história de amor, pôs. E muitas outras começaram um novo capítulo de suas relações”, completa Jô.
‘Amor e Sorte’ traz histórias de relacionamentos durante isolamento e homenagem a Fernanda Young
Fabiula Nascimento e Emilio Dantas na série “Amor e Sorte”
Globo/ Sergio Zalis