Em meio a tensões, OMC reduz projeção para crescimento do comércio global em 2019


Organização Mundial do Comércio projeta crescimento de 2,6% no ano, abaixo do avanço de 3% em 2018. Tensão comercial entre EUA e a China permanece como principal fator de incerteza
127071/Creative Commons
O comércio mundial cresceu mais lento do que o esperado em 2018 e continuará enfrentando “fortes ventos contrários em 2019 e 2020” em razão do aumento das tensões comerciais e da incerteza econômica, afirmou nesta terça-feira (2) a Organização Mundial do Comércio (OMC).
De acordo com o relatório da OMC, o comércio mundial de produtos cresceu 3% em 2018, abaixo da estimativa de 3,9% da última previsão divulgada em setembro. No 4º trimestre, encolheu 0,3%.
Para 2019, a OMC projeta um crescimento de 2,6%, contra estimativa anterior de 3,7%.
Em sua previsão anual, a OMC disse que o comércio tem sido pressionado por novas tarifas e medidas retaliatórias, crescimento econômico mais fraco, volatilidade nos mercados financeiros e condições monetárias mais apertadas em países desenvolvidos.
“O crescimento do comércio poderá se recuperar para 3% em 2020; no entanto, isso depende de um alívio das tensões comerciais”, destacou a OMC.
“Claro, há outros elementos, mas o aumento das tensões comerciais é o principal fator”, disse o diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo. “Acho que é bastante óbvio que as tensões entre Estados Unidos e China têm um grande papel”. Segundo a agência Reuters, ele se recusou a prever o impacto da saída do Reino Unido da União Europeia.
Entenda a guerra comercial e seus possíveis impactos
Embora o volume de comércio tenha crescido lentamente em 2018, o valor em dólares aumentou 10%, para US$ 19,48 trilhões, em parte devido a um aumento de 20% nos preços do petróleo, disse a OMC.
O valor das negociações de serviços comerciais cresceu 8%, para US$ 5,80 trilhões em 2018, diante do forte crescimento das importações na Ásia.
O volume de comércio de produtos deve crescer com mais força em economias em desenvolvimento neste ano, com expansão de 3,4% nas exportações contra 2,1% em economias desenvolvidas.
Mas a previsão é altamente incerta, com o número de crescimento global de 2,6% sendo o ponto médio de uma faixa que vai de 1,3% a 4%. A taxa real de crescimento pode ser ainda maior ou menor se as tensões comerciais piorarem ou melhorarem, disse a OMC.