Elza Soares põe ‘bebop’ macio no choro-canção ‘Carinhoso’


Cantora lança single com a gravação inédita feita para a trilha sonora de ‘Todas as mulheres do mundo’, série do Globoplay. ♪ Elza Soares foi uma das cantoras convidadas a gravar Carinhoso para a trilha sonora de Todas as mulheres do mundo, série inédita que fica disponível no acervo da plataforma Globoplay a partir de quinta-feira, 23 de abril.
Na sexta-feira, 24, a artista carioca lança single com o inédito registro do choro-canção composto em 1917 pelo compositor carioca Alfredo da Rocha Vianna Filho (1897 – 1973), o Pixinguinha, e popularizado a partir de 1937 com a letra escrita posteriormente por Carlos Alberto Ferreira Braga (1907 – 2006), o compositor também carioca conhecido como João de Barro e como Braguinha.
Com capa graciosa que retrata a cantora na arte de Pedro Hansen, o single Carinhoso de Elza Soares sai pela gravadora Deck e perpetua o fonograma produzido por Rafael Ramos para a abertura do oitavo dos 12 episódios da série escrita por Jorge Furtado com Janaína Fischer – com livre inspiração no filme Todas as mulheres do mundo (1966), do diretor e ator Domingos Oliveira (1936 – 2019) – e filmada pela TV Globo sob direção artística de Patricia Pedrosa com trilha sonora orquestrada pelo produtores musicais Rafael  Langoni  Smith e Iuri Cunha.
Elza dá voz macia ao choro-canção, mas põe algum bebop em Carinhoso a partir do segundo dos quatro minutos (e meio) da gravação embasada pela percussão e programações de Marcos Suzano. Cordas arranjadas por Felipe Ventura embalam o single também formatado com os toques dos músicos Gabriel de Aquino (violão) e Jorge Helder (baixo).
Além de Elza Soares, Céu também lança single na sexta-feira, 24 de abril, com a gravação de Carinhoso que fez para a abertura do segundo episódio da série Todas as mulheres do mundo.