Ellen DeGeneres envia carta para equipe após denúncias de desrespeito a funcionários em programa


Apesar de não ter nome citado em relatos, apresentadora pediu desculpas para equipe. ‘Prometo fazer minha parte em continuar a me esforçar e puxar a todos ao meu redor para aprender e crescer’. Ellen DeGeneres é homenageada com prêmio Carol Burnett no Globo de Ouro 2020
Paul Drinkwater/NBC via AP
Ellen DeGeneres decidiu conversar com a equipe de seu programa após denúncias de racismo e desrespeito a funcionários. Uma investigação interna foi aberta depois que os sites do “Buzzfeed” e da revista “Variety” mostraram relatos de empregados do “The Ellen DeGeneres Show” dizendo que foram alvos de comentários racistas por parte da chefia da atração. O nome da apresentadora não foi citado diretamente.
Mesmo assim, Ellen enviou uma carta para seus funcionários pedindo desculpas e se disse feliz por ter tomado conhecimento dos casos e que está tomando medidas para corrigir essas questões, segundo informou a revista People.
“No primeiro dia do nosso programa, eu disse a todos em nossa primeira reunião que o ‘Ellen DeGeneres Show’ seria um lugar de felicidade – ninguém jamais levantaria a voz e todos seriam tratados com respeito. Obviamente, algo mudou, e estou desapontada por saber que esse não foi o caso. E por isso, peço desculpas. Qualquer pessoa que me conhece sabe que isso é o oposto do que eu acredito e do que eu esperava para o nosso programa”.
“Eu não poderia ter o sucesso que tenho tido sem todas as suas contribuições. Meu nome está no programa e em tudo o que fazemos e eu assumo a responsabilidade por isso. Juntamente com a Warner Bros, iniciamos imediatamente uma investigação interna e estamos tomando medidas, juntos, para corrigir os problemas”, afirmou a apresentadora.
“À medida que crescíamos exponencialmente, não consegui ficar a par de tudo e confiei em outras pessoas para fazerem o trabalho deles, pois sabiam como eu gostaria que eles fizessem. Claramente, alguns não. Agora isso vai mudar e estou comprometida em garantir que isso não vai acontecer novamente.”
Ellen ainda disse que, por já ter sido julgada “por ser apenas quem sou”, entende o sentimento dos que passaram pelas situações relatadas na denúncia. “Pensar que algum de vocês se sentiu assim é horrível para mim”.
“Todos nós temos que estar mais atentos à maneira sobre como nossas palavras e ações afetam os outros, e estou feliz que os problemas do nosso programa tenham sido trazidos ao meu conhecimento. Prometo fazer minha parte em continuar a me esforçar e puxar a todos ao meu redor para aprender e crescer”.
Na série de denúncias, os funcionários do programa também alegaram que tiveram salários reduzidos e foram tratados de forma desrespeitosa durante a transição para o trabalho remoto durante a pandemia do novo coronavírus.
A Warner Media enviou um comunicado interno a toda a equipe do programa dizendo que faria uma investigação com a ajuda de uma empresa externa de auditoria para avaliar a relação entre a chefia e os funcionários.