Ed Sheeran recebe US$ 1 milhão em indenização após ser absolvido de plágio


Cantor foi processado por compositores que o acusavam de ter copiado parte da melodia de ‘Shape of you’. Ed Sheeran no tapete vermelho do MTV EMA 2021
Marton Monus/Reuters
O astro pop britânico Ed Sheeran vai receber mais de US$ 1 milhão em indenização para cobrir os custos judiciais depois de vencer uma batalha legal com compositores que o acusaram de plágio, decidiu um juiz nesta terça-feira (21).
No início de abril, a Alta Corte de Londres decidiu a favor do cantor de 31 anos em um julgamento considerado emblemático das práticas abusivas que assolam a indústria da música.
Na opinião do tribunal, Sheeran não copiou “deliberadamente” ou “conscientemente” parte da melodia da música “Oh Why” (2015), composta por Sami Chokri e Ross O’Donoghue, para sua “Shape of You”, uma das músicas mais ouvidas do mundo.
Em uma decisão complementar emitida nesta terça, o juiz Antony Zacaroli decidiu que os demandantes deveriam pagar os custos judiciais de 916.200 libras (US$ 1,125 milhão).
Durante o julgamento, que durou dez dias em março, foram tocadas as duas músicas e, por engano, um trecho de uma música inédita de Ed Sheeran.
O artista negou ter “tomado emprestado” ideias de compositores menos conhecidos, enquanto o advogado dos queixosos, embora reconhecendo sua “genialidade”, o acusou de ser “um corvo”, um pássaro muitas vezes caracterizado como ladrão.