‘E o Vento Levou’ volta a plataforma de streaming junto com vídeos sobre contexto racista


Filme de 1939 tinha saído do ar após protestos sobre representação de escravos. Conforme tinha anunciado, HBO Max voltou com a obra junto com vídeos que explicam sociedade da época. Hattie McDaniel (esq.) e Vivien Leigh em cena de ‘…E o vento levou’
Divulgação
O filme “E o Vento Levou” voltou à plataforma streaming HBO Max, junto com vídeos que discutem o contexto racista e a sociedade da época de seu lançamento, em 1939.
O longa tinha sido tirardo do ar no dia 9 de junho, no momento em que grandes protestos contra o racismo e a brutalidade policial levaram os canais de televisão revisar o conteúdo oferecido.
O longa-metragem de 1939 sobre a Guerra Civil americana, que venceu oito estatuetas do Oscar, incluindo melhor filme, continua sendo uma das maiores bilheterias de todos os tempos (quando são calculados os ajustes pela inflação), mas sua representação de escravos conformados e heroicos proprietários de escravos é alvo de críticas.
A empresa já tinha dito que ia liberar a obra novamente na plataforma junto com uma discussão de seu contexto histórico.
Mas nenhum corte foi feito no longa-metragem, “porque fazer isto seria como dizer que estes preconceitos nunca existiram”.