Duas pessoas são baleadas e uma morre durante assalto a mercearia em povoado de Pará de Minas


Um dos autores do crime foi preso e o comparsa é procurado pela Polícia Militar. Suspeito de latrocínio (roubo seguido de morte) foi preso em Pará de Minas
Polícia Militar/Divulgação
Um homem de 53 anos e um idoso de 60 foram baleados durante um assalto a uma mercearia no povoado de Limas do Pará, em Pará de Minas. Um deles não resistiu aos ferimentos e o outro segue internado. Uma pessoa foi presa e outro suspeito do crime continua foragido.
Um comerciante de 40 anos contou aos militares que duas pessoas chegaram na noite desta quinta-feira (22) em uma motocicleta barulhenta e um deles desceu do veículo armado e anunciou o assalto aos clientes que estavam em uma mesa do lado de fora da mercearia e seguiram atirando contra a vítima de 60 anos.
O outro cliente, de 53 anos, reagiu e agarrou um dos autores pelas costas. O criminoso conseguiu se desvencilhar e atirou duas vezes contra a vítima. Em seguida o assaltante fugiu na motocicleta com a ajuda do comparsa.
Os dois feridos foram socorridos e levados para o Hospital Nossa Senhora da Conceição. O homem de 53 anos não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade de saúde. A outra vítima foi atingida no abdome e o hospital informou que continua internada, mas não divulgou o estado de saúde.
Prisão
Roupas usadas no crime foram apreendidas
Polícia Militar/Divulgação
Durante o rastreamento os militares foram até a Rua Epaminondas Marinho, no Bairro São Pedro, em Pará de Minas, verificar uma denúncia de que os autores do roubo estariam no local na motocicleta.
Um jovem de 21 anos foi abordado e reconhecido pelo comerciante como um dos autores do assalto. A motocicleta e as roupas usadas no crime foram apreendidas. O rapaz foi levado para a Delegacia da Polícia Civil.
Segundo a PM, a mercearia tem circuito de segurança e as imagens podem ajudar na identificação do segundo criminoso. A Polícia Militar continua o rastreamento e pede à população que colabore com informações que possam ajudar na prisão do assaltante. Os telefones são 190 ou 181.

Powered by WPeMatico