Dom e Bruno: buscas no Google sobre desaparecimento na Amazônia foram registradas em mais de 50 países


Caso teve repercussão internacional e despertou interesse em muitas pessoas na plataforma de buscas. A região em que eles desapareceram também teve aumento considerável nessas consultas. Da esquerda para direita: Dom Phillips e Bruno Pereira
montagem
O desaparecimento do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips na Amazônia causou comoção em diversos países. Um dos exemplos disso é o aumento das buscas referentes ao tema no Google pelo mundo.
Os termos “Dom Phillips”, “Dom e Bruno” e “Bruno Pereira” foram pesquisados em mais de 50 países. O Brasil foi o país com mais buscas pelo tema, seguido por Portugal, Irlanda e Reino Unido.
Pereira e Philips sumiram em 5 de junho quando se deslocavam no rio Itaquaí, entre a comunidade de São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte, no extremo oeste do Amazonas, perto da fronteira com o Peru.
A região fica no limite do Vale do Javari, que é conhecido por abrigar o maior número de indígenas não-contatados do mundo.
O caso ganhou repercussão internacional e foi alvo de manifestações em diferentes países. Diversas autoridades cobraram respostas sobre o desaparecimento.
Dois suspeitos de envolvimento com o caso foram detidos pela Polícia Federal, que encontrou objetos pessoais pertencentes a Bruno — botas, calça, chinelo e um cartão de saúde — e a Dom — uma mochila e botas.
Saiba mais:
PF encontra ‘remanescentes humanos’ em local de busca por Bruno Pereira e Dom Phillips, diz ministro
Quem é Amarildo da Costa Oliveira, o ‘Pelado’, preso nas buscas por Bruno Pereira e Dom Phillips
Fotos mostram que a pesca ilegal no Vale do Javari acontece em grande escala
As buscas no Google
Diante da repercussão do caso, “Dom Phillips” se tornou um dos dez termos de maior crescimento dentro do Google Notícias em todo o mundo nos últimos sete dias, conforme dados do Google Trends (que dimensiona as buscas feitas na plataforma).
As consultas envolvendo o nome do jornalista britânico apaixonado pela região da Amazônia — e que morava no Brasil desde 2007 — cresceram mais de 300% nos últimos sete dias na plataforma, e o nome dele ficou entre os 100 termos mais pesquisados do Google Notícias no período.
Ao analisarmos somente o Brasil, as buscas por “Dom Phillips” no Google saltaram mais de 700%, o que fez com que o nome do britânico ficasse entre os 25 termos de maior alta dos últimos sete dias.
No Brasil, também foi notável o interesse por informações sobre Bruno Pereira, considerado um dos maiores especialistas em indígenas que vivem em isolamento ou de recente contato do país.
A plataforma de busca registrou “Dom e Bruno” entre os cinco termos que mais cresceram nos últimos sete dias no Google Notícias no Brasil. Houve alta de mais de 2.550% no período.
Segundo os dados registrados pelo Google Trends, “Dom Phillips”, “Dom e Bruno” e “Bruno Pereira” ficaram entre os 50 termos mais pesquisados do Google Notícias nos últimos sete dias no Brasil.
Outros termos relacionados ao caso
O caso também impulsionou as consultas pela floresta amazônica. As buscas pelo bioma no Google quase quadruplicaram nos últimos sete dias no Brasil, com uma alta de mais de 280%.
Muitos também buscaram informações sobre a região em que eles desapareceram, o Vale do Javari, uma das maiores reservas indígenas no país. A área também é conhecida por intensos conflitos envolvendo indígenas, garimpeiros, madeireiros, narcotraficantes e pescadores ilegais.
A região não entrou na lista dos termos mais buscados nos últimos dias, mas teve um salto de mais de 310% nas buscas no Google Notícias no Brasil.
Fora do Brasil também houve aumento nas buscas por informações sobre o Vale do Javari. Esse interesse cresceu mais de 300% no Google Notícias em outros países nos últimos sete dias, quando comparado à semana anterior.
Sem considerar o Brasil — que liderou as pesquisas —, os países que mais buscaram sobre essa região foram Portugal, Áustria, Suíça e Dinamarca.