Decotelli diz que Bolsonaro fez questionamentos sobre currículo e nega plágio

O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, afirmou nesta segunda-feira (29) que se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e que Bolsonaro fez questionamentos sobre o currículo dele. Decotelli negou que tenha cometido plágio na dissertação do mestrado.
Questionado se continuará no cargo, Decotelli respondeu que sim.
Decotelli foi anunciado na semana passada e, desde então, surgiram três polêmicas: denúncia de plágio na dissertação de mestrado da Fundação Getúlio Vargas (FGV); declaração de um título de doutorado na Argentina, que não foi obtido; e pós-doutorado na Alemanha, não realizado.
Em meio a esse cenário, a posse dele no cargo, prevista para esta terça (30), foi adiada pelo governo.
Aguarde mais informações.