Corpo de MC Kevin deve ser levado de jato ou helicóptero para SP, onde será velado


Funkeiro morreu na noite de domingo (16) depois de cair de um hotel na orla da Zona Oeste do Rio. Caso é investigado pela 16ª DP (Barra da Tijuca); mulher do funkeiro, amigos e equipe de produção foram ouvidos pela polícia. Polícia do RJ investiga a morte do funkeiro Mc Kevin; famosos lamentam a morte do cantor
O corpo do funkeiro Kevin Nascimento Bueno, de 23 anos, conhecido como MC Kevin, será levado de avião ou helicóptero para São Paulo, onde será velado. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do artista, que ainda não tem os detalhes sobre o local e a data do velório.
MC Kevin morreu na noite deste domingo (16) depois de cair do 5º andar de um hotel na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.
Familiares do artista estão no Rio para os trâmites burocráticos da liberação do corpo, que foi levado para o Instituto Médico Legal.
A Polícia Civil investiga o caso. De acordo com informações preliminares, passadas pela Polícia Militar, o funkeiro teria tentado pular da varanda do quarto para a piscina e teria batido com a cabeça na borda dessa piscina.
A esposa de MC Kevin, a advogada Deolane Bezerra, amigos e a equipe de produção que trabalhava com o funkeiro prestaram depoimento na madrugada desta segunda-feira (17) na 16ª DP (Barra da Tijuca). Alguns já tinham sido ouvidos no hotel.
MC Kevin morava em Mogi das Cruzes, em São Paulo, mas estava no Rio porque tinha feito um show em uma boate em Vila Valqueire, na Zona Oeste, no sábado (15).
Há duas semanas, ele se casou com Deolane em uma praia do México. Os dois estavam juntos no último show do cantor.
MC Kevin cantou a superação e encantou a ‘quebrada’; conheça principais sucessos
REPERCUSSÃO: MC Brinquedo, Jojo Todynho e outros artistas lamentam a morte
FOTOS: veja imagens do artista
MC Kevin morre após cair do 5º andar de hotel na Barra da Tijuca, no Rio
O Corpo de Bombeiros disse ter sido acionado às 18h13 para a ocorrência da queda. MC Kevin chegou a ser levado pelos bombeiros em estado muito grave ao hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, mas não resistiu.
Até este domingo, pouco antes da morte, o artista tinha 8,6 milhões de seguidores no Instagram. Na madrugada de sábado (16) para domingo, ele postou um vídeo em seus stories:
“E aí, família, suave, como que vocês estão? Estou aqui na Barra, partiu show”, disse o cantor.
Após a notícia da morte, Deolane fez uma postagem em homenagem ao marido.
“Você é e sempre será o amor da minha vida o amor mais lindo que tive, o homem que mais me amou e me admirou ! Vai com Deus meu menino eu sempre vou te amar !!! ”
Mulher do MC Kevin fez postagem no Instagram após a notícia da morte
Reprodução
Deolane Bezerra, também postou nas redes sociais uma foto do show do MC na madrugada deste domingo (16) no Rio
Reprodução/Redes Sociais
Uma das últimas postagens de MC Kevin nos stories do Instagram
Reprodução
Músicas de sucesso
O artista já lançou músicas com artistas como MC Guimê e Igu, além de diversas outras canções desde seu primeiro lançamento, em 2013. Kevin nasceu na Vila Ede, na Zona Norte de São Paulo.
Conhecido por sucessos como “Cavalo de Troia” e “O menino encantou a quebrada”, Kevin tem registrados quase 1,8 milhão de ouvintes mensais no Spotify.
O funkeiro MC Kevin, seguido por mais de 7,5 milhões de seguidores no Instagram.
Reprodução/Redes Sociais
Em 2021, lançou o álbum Fênix. Durante a carreira, fez participações em faixas de diversos artistas, como MC Ryan SP, MC Don Juan, Mc Hariel, Salvador da Rima, NOG e MC Davi.
Um dos maiores sucessos com a voz de MC Kevin é “Vergonha pra Mídia”, parceria com outros MC da nova geração do funk consciente de SP, com uma letra combativa sobre a vida na favela.
MC Kevin em foto no Instagram
Reprodução
O funkeiro também se envolveu em algumas polêmicas nos últimos anos. Neste ano, quatro policiais militares se sentiram ofendidos após publicações do cantor em redes sociais.
Em maio do ano passado, o músico foi alvo de uma denúncia de moradores do condomínio onde mora, em Mogi das Cruzes, por ter quebrado o isolamento social de prevenção ao coronavírus.
Em junho de 2019, o músico foi preso em um hotel de Belo Horizonte por consumo de drogas.
Vídeos: os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias