Coronavírus: Esalq-USP restringe acesso do público ao campus


Instituição já suspendeu todas as atividades presenciais em Piracicaba para evitar disseminação do vírus; só pessoas vinculadas à USP podem entrar. Esalq-USP suspende aulas e atividades acadêmicas por conta da pandemia
Claudia Assencio/G1
A Universidade de São Paulo (USP), campus da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) em Piracicaba (SP), restringiu o acesso ao campus como medida de prevenção ao coronavírus (Covid-19). Agora somente pessoas vinculadas à USP e que estejam desenvolvendo atividades no local podem entrar.
O campus, que também é conhecido como Parque da Esalq, é utilizado por moradores dos bairros próximos para caminhadas e outros exercícios físicos. Não há um prazo para reabertura do campus.
As aulas na Esalq já foram suspensas na última terça-feira (17). A medida foi anunciada na sexta (13) em todos os campi da USP como precaução para evitar a disseminação do coronavírus.
Veja as medidas de prevenção à doença que já impactam na rotina de moradores da região
A partir da segunda-feira (23), todas as atividades realizadas serão suspensas, exceto as que envolvem profissionais da área de saúde.
Pint of Science é adiado
A Esalq-USP também informou que a edição deste ano do Pint of Science Brasil foi adiada e acontecerá nos dias 8, 9 e 10 de setembro. O evento geralmente é realizado em maio e é organizado pela instituição.
O festival nasceu na Inglaterra, em 2012, idealizado por pós-doutorandos com o objetivo de discutir ciência fora do ambiente acadêmico, em locais descontraídos como bares e restaurantes. Em 2019, o festival contou com 85 cidades no Brasil, com público de mais de 34 mil pessoas. Em 2020, está previsto cerca de 185 cidades participantes.
Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus
Arte/G1
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba