Copasa suspende cobrança de taxa de esgoto em Patos de Minas

Companhia informou que irá cumprir decisão judicial a partir desta sexta (23). Empresa responde por atraso na implantação do tratamento do serviço. A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que irá cumprir a decisão da Justiça que determinou que a tarifa referente à coleta de esgoto não será cobrada nas contas de água dos moradores de Patos de Minas, no Alto Paranaíba. De acordo com a empresa, a cobrança será suspensa a partir desta sexta-feira (23).
Por meio de nota, a assessoria da Copasa disse que foi notificada oficialmente da decisão nesta quinta-feira (22) e disse que continuará prestando os serviços de coleta e manutenção do sistema de esgotamento sanitário na cidade.
A decisão foi tomada através de uma liminar concedida no dia 9 de março pelo Juiz da segunda vara cível da comarca de Patos de Minas.
A ação popular, que foi feita em 2011, contou com mais de 10 mil assinaturas pedindo a suspenção da taxa de esgoto nas contas de água, por causa do atraso na implantação do tratamento do serviço de esgoto sanitário pela companhia.
Pedido da Prefeitura
Também no início deste mês, o prefeito de Patos de Minas, José Eustáquio (DEM) protocolou uma proposta para que a Copasa suspendesse a cobrança da tarifa de esgoto da cidade pelo período de nove anos.
Segundo o Executivo, foram pedidas novas cláusulas no contrato da Copasa com o município, pois desde que foi assinado, em 2008, uma taxa é cobrada dos moradores, mesmo sem a prestação do serviço.
Sobre este caso, a companhia informou que esta analisando o pedido e que 30% do esgoto coletado em Patos de Minas é tratado desde agosto de 2013. A Copasa disse, ainda, que até maio deste ano será concluída a segunda etapa das obras, quando 80% do esgoto da cidade será tratado no local.

Powered by WPeMatico