Conheça ‘Music’, 1º filme da Sia, que recebeu críticas da comunidade autista e concorre ao Globo de Ouro


Cantora escreveu e dirigiu musical sobre adolescente autista, mas recebeu críticas por escalar uma atriz sem espectro de autismo e pela caracterização estereotipada. Assista ao trailer de “Music”
A cantora (e agora diretora) Sia despertou reações muito diversas com o primeiro filme que escreveu e dirigiu. “Music”, lançado neste ano, foi criticado por entidades de defesa de direitos das pessoas autistas, teve péssima avaliação da crítica e do público. Mesmo assim, ganhou duas indicações ao Globo de Ouro.
Ele conta a história de Music (Maddie Ziegler), uma adolescente autista que perde a família e precisa ser cuidada por sua meia-irmã mais velha, Zu (Kate Hudson), uma ex-dependente química que não sabe como lidar com ela. As duas encontram a música como chave para o relacionamento.
O filme foi muito mal avaliado pela crítica e pelo público:
No IMDb, a nota é 3,1 de 10;
No Metacritic, é 23 de 100;
E no Rotten Tomatoes, teve 11% de aprovação da crítica e 15% do público.
Maddie Ziegler no filme ‘Music’ (2021)
Reprodução
A principal crítica ao filme é sobre a escalação da atriz Maddie Ziegler, de 18 anos, para interpretar Music. A bailarina, que já estrelou diversos clipes da Sia, não tem autismo, e entidades de defesa dos direitos dos autistas criticaram a decisão.
Também houve críticas à sua representação de uma autista não verbal. Entidades acharam que ela foi exagerada e estereotipada.
A outra grande reclamação é sobre o uso de contenção. Em sua antiga conta no Twitter (deletada depois da polêmica), Sia pediu desculpas, disse que planeja remover as cenas de contenção de futuras versões do filme e que sua exibição será precedida de um aviso:
“‘Music’ de forma alguma tolera ou recomenda o uso de contenção em pessoas autistas. Existem terapeutas ocupacionais autistas especializados em processamento sensorial que podem ser consultados para explicar maneiras seguras de fornecer feedback proprioceptivo de pressão profunda para ajudar na segurança do meltdown [colapso].”
Na semana passada, usuários criaram uma petição para que o filme fosse retirado do Globo de Ouro. Em uma semana, ela teve mais de 120 mil assinaturas.
Em novembro, quando o trailer foi lançado (veja no topo), parte do público também fez uma petição, daquela vez para impedir que ele fosse lançado nos cinemas. Na época, Sia reagiu mal às críticas e discutiu com algumas pessoas na internet.
A cantora Sia
Divulgação
Além dos problemas de representação, jornalistas que assistiram ao longa concordam que o filme falha em quase tudo: não desenvolve bem a história, o roteiro é fraco e não emociona.
Além disso, ele fracassa em unir o drama dos personagens com os números de dança super coloridos e animados, que correspondem às 10 músicas inéditas de Sia feitas para ele.
A produção ainda tentou salvar um pouco da credibilidade do filme, mas falhou. O jornalista do site Deadline disse que o filme foi apresentado exclusivamente para ele, com a promessa de entrevista com a Sia, na tentativa de obter uma crítica positiva ao longa. Ele negou.
Cena do filme ‘Music’, de Sia
Reprodução
Nem tudo fracassa
O elenco tem rostos conhecidos e promissores. A irmã mais velha da Music, Zu, é interpretada por Kate Hudson, vencedora do Globo de Ouro em 2001 por seu papel em “Quase famosos”.
Por “Music”, ela foi indicada mais uma vez ao Globo de Ouro, na categoria de melhor atriz de comédia ou musical. A performance da atriz foi elogiada, descrita como o único mérito do longa.
Quem divide as cenas com ela é Leslie Odom Jr. estrela do musical “Hamilton” e artista em ascensão após o sucesso da obra comprada pela Disney. Odom Jr. tem duas indicações ao Globo de Ouro deste ano por seu papel em “Uma noite em Miami”.
VÍDEO: Semana Pop fala de filmes e séries