Confiança dos empresários cai e atinge menor nível desde outubro, aponta FGV

Pesquisador destaca desapontamento com o ritmo lento da economia e com a manutenção de níveis elevados de incerteza econômica. A confiança dos empresários caiu 2,7 pontos em março, para 94 pontos, menor nível desde outubro de 2018, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (1) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).
O Índice de Confiança Empresarial (ICE) consolida os índices de confiança dos quatro principais setores da economia: Indústria, Serviços, Comércio e Construção.
Todos os subíndices que integram o indicador recuaram em março, em relação ao mês anterior. A confiança da indústria caiu 1,8 ponto em março. A confiança do setor de serviços teve a segunda queda seguida e retornou ao patamar de novembro de 2018. No comércio, a confiança recuou pela terceira vez seguida, acumulando perda de 8,3 pontos no primeiro trimestre. Já a confiança da construção caiu 2,5 pontos.
A FGV destaca que confiança empresarial tem mostrado “idas e vindas” desde o ano passado. “Após as eleições, houve calibragem das expectativas e uma onda de otimismo com o novo governo. Já esta nova virada parece estar relacionada ao desapontamento com o ritmo lento da economia e com a manutenção de níveis elevados de incerteza econômica”, afirma Aloisio Campelo Jr., Superintendente de Estatísticas Públicas da FGV IBRE.