Confiança do consumidor recua pelo 3º mês seguido, aponta FGV

Índice acumulou perda de 7,1 pontos nos 3 últimos meses e segue no menor nível desde outubro de 2018. A confiança do consumidor recuou 1,5 ponto em abril comparação com março, passando de 91 para 89,5 pontos, divulgou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira (25). Trata-se do 3º mês seguido de queda.
Após três meses em queda, o índice acumula perda de 7,1 pontos e se mantém no menor nível desde outubro de 2018 (85,4 pontos).
“A queda na confiança dos consumidores está relacionada à decepção com a lenta recuperação econômica e a manutenção de níveis elevados de incerteza. Em abril, houve relativa estabilidade do Índice da Situação Atual e queda forte do Índice de Expectativas, influenciada principalmente pelo aumento do pessimismo dos consumidores de menor poder aquisitivo”, afirma Viviane Seda Bittencourt, coordenadora das sondagens da FGV.
Pelo terceiro mês consecutivo também houve redução da intenção de compras de bens duráveis, confirmando a cautela dos consumidores com os gastos futuros. O indicador que mede o ímpeto de gastos nos próximos meses – diminuiu 0,6 ponto, para 84,2 pontos, nível igual ao de novembro do ano passado.