Comitê da UFJF recomenda suspensão das atividades presenciais até março de 2021


Decisão foi tomada após análise de dados da Covid-19 nas cidades de Juiz de Fora e Governador Valadares. Nova data coincide com o término do calendário acadêmico da graduação do segundo semestre de 2020, que é realizado de maneira remota. Campus em Juiz de Fora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Carlos Mendonça/Prefeitura de Juiz de Fora
O Comitê de Monitoramento e Orientação de Condutas sobre a Covid-19 da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) recomendou uma nova prorrogação da suspensão das atividades acadêmicas e administrativas nos campi de Juiz de Fora e de Governador Valadares até o dia 23 de março de 2021. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (23) pela instituição.
De acordo com a UFJF, a data coincide com o término do calendário acadêmico da graduação do segundo semestre de 2020, que é realizado de maneira remota.
Ainda segundo a Universidade, a decisão foi tomada na última sexta-feira (20) e considera dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, situação da pandemia nos municípios envolvidos e a nota técnica do Grupo de Modelagem Epidemiológica da instituição.
As atividades na UFJF foram suspensas no dia 17 de março, desde então, o Comitê da UFJF recomenda a suspensão das atividades. A última era até a próxima sexta-feira (27).
Ainda em março, a instituição suspendeu o calendário acadêmico de 2020 por tempo indeterminado após o avanço do novo coronavírus. Já em agosto, o Conselho Superior (Consu) da UFJF anunciou a retomada das atividades ao aprovar o ensino remoto emergencial na graduação.
O Comitê enfatizou na nota que o prazo ou a suspensão das atividades podem ser alterados a qualquer momento.
Initial plugin text