Com seis prisões, polícia considera assassinato da aluna Cecília Moura ‘caso elucidado’


Duas pessoas foram presas horas após o crime e outras quatro no fim de semana. Cecília foi baleada em uma tentativa de assalto em Fortaleza
Reprodução
Com seis presos por suspeita de participação na morte da estudante Cecília Moura, a Polícia Civil do Ceará considera o caso “elucidado”. A estudante de 23 anos foi vítima de homicídio por um bando que tentou assaltá-la na quinta-feira (12).
Conforme a apuração da Polícia Civil, o homem conhecido como “Magrão” foi autor do disparou que matou Cecília. Ele desceu do veículo ao lado do carro da estudante, anunciou o assalto e atirou contra ela quando ela “arrancou” com o veículo.
O tiro atingiu Cecília Moura na cabeça. Ela chegou a ser socorrida no Hospital Instituto Doutor José Frota, no Centro de Fortaleza, e morreu no início da noite de quinta, cerca de 10 horas após o crime.
Seis pessoas foram presas por suspeita de participação, duas no mesmo dia do crime e outras quatro neste fim de semana. Um adolescente chegou a ser detido como suspeito, mas foi solto após prestar depoimento por falta de indícios de atuação no homicídio.

Powered by WPeMatico