Com clima favorável, safra do maracujá no DF deve crescer 20%

Além da escassez de chuva, técnicas de plantio e polinização garantem melhor produtividade. Produção de maracujá cresce 20% no Distrito Federal
Uma safra de sucesso pode ser explicada pela soma de vários fatores. É o caso da cultura do maracujá no Distrito Federal. O clima ideal, aliado às técnicas específicas de cultivo fizeram com que a produção aumente 20% neste ano.
“Como as chuvas estão com intensidade menor, a folhagem do maracujá está com menos doença. Isso é bastante benéfico para o produtor”, disse Geraldo Magela, técnico da Emater-DF.
Além do clima, técnicas como a proximidade maior de pés no plantio, irrigação por gotejamento e a polinização manual ajudaram no aumento da produtividade.
“O cipó de uma planta vai encontrar com o outro mais cedo. A gente vai fazer a poda mais cedo e vai formar essa cortina mais rápido”, completa Magela.
No caso da polinização, o método manual é bem mais eficaz – entre 60% e 70%, contra 12% a 13% das flores polinizadas com a mamangava.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, o produtor do DF colhe 35 toneladas de maracujá por hectare, mais do que o dobro da média nacional. Por isso, a produção por lá deve ser de 5,7 mil tonadas.