Clara Nunes é saudada em samba de Ivan Lins com Paulo Malaguti


Música será lançada pelo grupo carioca Arranco em vídeo produzido de forma caseira. ♪ Clara Nunes (12 de agosto de 1942 – 2 de abril de 1983) gravou somente uma música de Ivan Lins em carreira fonográfica iniciada em 1966 e encerrada em 1982.
Trata-se de música obscura da fase inicial da obra do compositor carioca, Eu preciso de silêncio, samba feito por Ivan em parceria com Ronaldo Monteiro de Souza e gravado pela cantora mineira em compacto editado em 1971 sem a menor repercussão.
Ivan Lins e Paulo Malaguti Pauleira, parceiros na composição de ‘Samba Clara’
Divulgação
Mesmo quase ausente da discografia de Clara, Ivan Lins compôs samba com inspiração na figura luminosa da cantora. Desenvolvida por Paulo Malaguti Pauleira, a quem Ivan apresentou a obra ainda em progresso, a composição ganhou letra metalinguística e as vozes do grupo carioca Arranco, formado por Malaguti com as cantoras Andrea Dutra, Cacala Carvalho e Elisa Queirós.
Intitulada Samba Clara, a música inédita será apresentada pelo Arranco em gravação que marcará o lançamento oficial do canal do grupo no YouTube com vídeo caseiro, produzido de acordo com as regras do isolamento social.
♪ Eis a letra de Samba Clara, primeira parceria de Ivan Lins com Paulo Malaguti Pauleira:
Samba Clara
(Ivan Lins e Paulo Malaguti Pauleira)
Será que a Clara ia gostar?
Clara Nunes, será que ia se amarrar?
No samba que o Ivan me requisitou
Não sei
Sei lá
Se a Clara ia se amarrar?
Seus olhos umedecer?
Seu sorriso então se abrir?
Seus lábios melodia sussurrar
Ai ai
A Clara ia morrer (viver) de amor
Por nós
Por toda a constelação
Sou eu
Sou eu
Sou eu só na responsa
De entregar samba assim
Pra esse ouvido lindo, Clara Nunes
Nossa voz há de ser escutada
Leve, solta na amplidão
Nosso samba embarcação
Nosso espaço sideral vai
Leva nossa lembrança
Leva o que não se alcança
Leva toda dor
Ô Clara
Capa do single ‘Rua da amargura’, de Andrea Dutra
Divulgação
♪ E por falar no Arranco, uma das vocalistas do grupo, Andrea Dutra, está lançando o single Rua da amargura com arranjo e produção musical do violonista Luiz Flávio Alcofra.
Além de ter pavimentado Rua da amargura, Alcofra ficou responsável pelo violão de sete cordas na gravação também formatada com os toques da percussão de Alfredo Alves e do cavaco de Marcos Tannuri.
Rua da amargura é segundo single de Andrea Dutra com gravação de samba de Sandor Buys e Eduardo Calil, dupla de compositores que procura evocar na obra o lirismo de bambas cariocas de tempos idos.
O primeiro single da cantora com samba da dupla, Onde a dor vira a beleza, foi lançado em abril.