Cineasta espanhol Mario Camus morre aos 86 anos


Camus foi autor de clássicos do cinema como “Os santos inocentes”, “A colmeia”, “Os dias do passado” e recebeu o Prêmio de Honra Goya em 2011. Mario Camus
Reprodução/IMDB
O cineasta espanhol Mario Camus, premiado nos festivais de Cannes e Berlim, morreu aos 86 anos, anunciou neste sábado (18) a Academia Espanhola de Artes e Ciências Cinematográficas.
“O cineasta Mario Camus morre em Santander [norte do país, onde nasceu]”, noticiou a Academia nas redes sociais.
Camus foi “o autor de clássicos do cinema como “Os santos inocentes”, “A colmeia”, “Os dias do passado” e recebeu o Prêmio de Honra Goya em 2011, lembrou a Academia.
O diretor recorreu a grandes obras literárias para realizar seus melhores filmes. “A colmeia”, inspirada no romance do Prêmio Nobel Camilo José Cela, ganhou o Urso de Ouro no Festival de Cinema de Berlim em 1983.
No ano seguinte, com outra adaptação, “Os santos inocentes”, do romance de Miguel Delibes, ele ganhou menção especial do júri no Festival de Cannes.
“Os santos inocentes” rendeu ainda aos seus dois atores principais, Paco Rabal e Alfredo Landa, a Palma de Ouro na competição francesa.
Camus dirigiu também séries televisivas bastante populares, como “Curro Jiménez” e “Fortunata y Jacinta”.