Cinco são presos por extração ilegal de madeira no sul do Amazonas


Durante a ação, uma caminhonete e quatro caminhões com 132 m³ de madeira serrada foram apreendidos em Humaitá. Caminhões com madeira ilegal são apreendidos pela Polícia Federal em Humaitá
Divulgação
Cinco pessoas foram presas pela Polícia Federal por extração ilegal de madeira, na madrugada desta quinta-feira (13), em Humaitá, na região sul do Amazonas. Durante a ação, uma caminhonete e quatro caminhões com 132 m³ de madeira serrada foram apreendidos.
Dois caminhões estavam sem o documento florestal (DOF), os outros dois tinham documentação inválida para a carga.
Além de extração ilegal de madeira, segundo a PF, os presos são suspeitos de receptação qualificada e uso de documento falso. Se condenados, poderão cumprir pena de até 15 anos de reclusão.
Segundo a PF, as organizações criminosas envolvidas com o tráfico de madeira nativa na região sul do Amazonas atuam durante a noite para despistar a fiscalização. Pelos crimes acontecerem especialmente à noite, a PF batizou a ação de Operação Urutau, que é uma ave de hábitos noturnos.
A região Amazônica vem sendo monitorada pela Polícia Federal por meio de imagens de satélite de alta resolução, capazes de identificar as áreas de exploração, bem como os locais de embarque e desembarque das cargas. Também são realizados sobrevoos para apontar as coordenadas geográficas exatas das madeiras extraídas ilegalmente.
Cinco foram presos em ação da PF em Humaitá
Divulgação
Veja os vídeos mais assistidos do Amazonas