Cientistas querem fotos das suas fezes para ajudar em uma pesquisa

Pesquisadores querem 100 mil fotos de cocô de pessoas do mundo

Pesquisadores querem 100 mil fotos de cocô de pessoas do mundo
Pixabay

A empresa norte-americana Seed está desenvolvendo uma inteligência artificial para identificar doenças gastrointestinais. Para isso, são necessárias 100 mil fotos de fezes para realizar testes e estudar a saúde intestinal de homens e mulheres do mundo.

Leia também: Como os raios do sol influenciam o seu cocô

Uma equipe médica irá examinar cuidadosamente todas as imagens recebidas. Os gastroenterologistas vão classificar as fotos recebidas em sete categorias de acordo com a Escala de Bistrol, uma escala médica destinada a classificar a forma das fezes humanas.

Em entrevista ao The Verge, a Ara Katz, co-CEO e co-Fundadora da companhia, disse que nossas fezes são amostras diretas da nossa saúde e do microbioma, comunidade de bactérias que vivem em nossos corpos.

Leia também: Cientistas planejam clonar cavalo que viveu há mais de 40 mil anos

Nos EUA, por exemplo, 1 em cada 5 pessoas tem doenças intestinais crônicas, como a síndrome do intestino irritável. 

Para contribuir com a pesquisa da empresa, basta acessar o site seed.com/poop/ pelo seu smartphone, fotografar o cocô, registrar seu e-mail e identificar que momento do dia em que foi ao banheiro.

Conheça a extravagante capinha de celular que parece pele humana

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques