Cientistas descobrem tempestade solar que ocorreu há 2 mil anos

Pesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia, descobriram uma enorme tempestade solar, que ocorreu há mais de 2 mil anos, a partir de análises em fragmentos de gelo. A descoberta foi publicada neste mês no periódico PNAS

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

A equipe estudou uma amostra de gelo que foi
coletada na Groenlândia e identificou um material formado há 100 mil anos e com sinais de tempestades solares

Leia também: Nasa descobre moléculas de água em movimento na superfície da Lua

O Sol tem atividades irregulares, às vezes altas e às vezes baixas. Em alta
atividade, o Sistema Solar é atingido por partículas com altas energias resultado de explosões solares

Leia também: Asteroide gigante passará próximo da Terra no fim de março

Quando o planeta Terra está na mesma linha do Sol no momento da
explosão de energia, ocorre a chamada tempestade solar. Sendo assim, os
pesquisadores encontraram uma tempestade que aconteceu há mais de 2 mil anos

Leia também: Toda a Via Láctea tem peso equivalente a 1,5 trilhão de sóis

Os cientistas descreveram como uma tempestade solar violenta que ocorreu 600 anos a.C. Segundo as pesquisas, também foram localizadas outras tempestades solares que ocorreram entre os
anos 775 e 994 d.C., mas nenhuma com tanta força

Leia também: Saiba como ajudar a escolher os nomes das novas luas de Júpiter

Segundo os pesquisadores, a
população mundial não está preparada tecnologicamente para enfrentar uma tempestade solar. Por enquanto, os cientistas estudam um modo para proteger a
humanidade desses fenômenos agressivos 

Leia também: Carne de laboratório pode ser pior para o clima, dizem cientistas