Cientistas criam pequenos robôs para construir estruturas enormes

Robôs minúsculos trabalham de forma autônoma

Robôs minúsculos trabalham de forma autônoma

Benjamin Jenett/ MIT

Um grupo de cientistas do MIT, Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos EUA, desenvolveu pequenos robôs que são capazes de construir carros, aviões e até equipamentos para missões espaciais.

Leia também: Instagram testa novo recurso de vídeos curtos nos Stories

No modelo atual de construção, cada parte de um avião, por exemplo, é fabricada separadamente e em lugares distantes para então ser montado o modelo final.

A ideia foi do estudante de pós-graduação Benjamin Jenett, em parceria com o professor Neil Gershenfeld, do Centro de Bits e Átomos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). 

 

O BILL-E tem duas pernas robóticas, três motores para se movimentar, uma bateria, um controlador e alguns sensores. As peças que foram impressas em 3D utilizando plástico ou alumínio.

Os robôs são autônomos e cada um coordena seu próprio trabalho. Uma central de comando chamada de Voxel é o ponto de referência para que os equipamentos façam ajustes de posição e sigam trabalhando.

Robôs são capazes de construir grandes estruturas

Robôs são capazes de construir grandes estruturas

Benjamin Jenett/ MIT

Os androides executam movimentos individuais, como girar, pisar e pegar. Uma bateria recarregável é responsável por manter tudo funcionando por até uma hora com uma carga. 

Segundo os responsáveis pela ideia, os pequenos androides poderiam ser utilizados para construir estruturas completas, especialmente em ambientes difíceis, como na Lua ou em Marte. Isso pode eliminar a necessidade de enviar grandes suportes pré-montados da Terra.

Robôs modulares pulam, giram e se comunicam entre si

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques