Chuva ajuda e produtores de milho do Nordeste comemoram colheita na época de São João

Produto típico das festas também vai auxiliar na alimentação do rebanho durante o ano. Chuva ajuda e produtores de milho no Nordeste comemoram colheita na época de São João
Depois de anos de estiagem e perda nas lavouras, os produtores de milho do Nordeste do país comemoram uma boa produção neste ano. O produto típico das festas de São João também vai servir para manter a alimentação do rebanho durante o ano.
Em Mossoró, Rio Grande do Norte, o agricultor Assis Amorim colheu o milho ainda verde, e o cereal já tem destino. “A gente aproveita esse período que ele está verde para gente consumir… aí a gente deixa o resto para secar. Quando for setembro para outubro, a gente quebra e tira uma parte para guardar e plantar próximo ano”.
A fartura também é realidade na casa da produtora Geísa Pinheiro. Tem canjica e milho cozido, algumas delícias que só aparecem em tempos de inverno e de boa safra. “Tem que ter milho, porque vai ter as fogueiras e o povo quer comidas típicas, né?”
O agricultor João Batista Nascimento tinha evitado o cultivo do milho há três anos, mas as chuvas no município neste ciclo, até 200 milímetros maiores que na última temporada, estimularam o plantio. Agora, ele está mais aliviado porque vai ter ração para dar aos bichos durante o ano.
Piauí
No assentamento São Luís, no município de Pio IX, no Piauí, vivem 150 famílias, em uma área plantada de 280 hectares. A chuva veio no tempo certo, garantindo o crescimento do milharal e a colheita deve ser farta. Um alento para os produtores, que já estavam cansados de somar prejuízos.
O agricultor José Alves dos Reis está animado com a produção e espera colher acima de 450 sacas de milho, crescimento de 80% em relação ao ano passado.