Chico César e Zeca Baleiro arquitetam álbum em dupla com músicas da parceria dos compositores


♪ Enquanto Chico César aguardava a reabertura dos palcos para estrear a turnê de show inédito idealizado ao lado de Geraldo Azevedo, previsto para ter estreado no primeiro semestre de 2020, o artista paraibano continuou compondo no isolamento social e reforçando a conexão com o colega maranhense Zeca Baleiro.
Apresentada na segunda metade dos anos 1990, com músicas como Pajelança (1995, feita com a adesão de Tata Fernandes), Pedra de responsa (1996), Mandela (1996), Face (1998, com a assinatura adicional de Itamar Assumpção) e Soul (1998), a parceria de Chico César com Zeca Baleiro foi intensificada ao longo de 2020 e gerou nos artistas a ideia de gravar álbum em dupla com as músicas da obra conjunta.
No caso de Baleiro, será o segundo álbum dividido com um cantor e compositor da nação nordestina, já que, em 2003, o artista lançou disco com o cearense Raimundo Fagner.