Celebridades mascaradas e namoro hi-tech: evento em Cannes traz novidades da televisão no mundo


MipTV acontece até quinta-feira (11) no sul da França e reúne 10 mil participantes, de 3.400 empresas. Mip é um dos principais eventos sobre a televisão do mundo
Álvaro Pereira Júnior/TV Globo
Celebridades cantam fantasiadas com máscaras enormes, e o público tem de adivinhar quem está por trás daquela voz. Uma jovem precisa escolher um namorado, e para isso conta com detetives hi-tech que investigam os cinco pretendentes com métodos modernos de análise de dados. Marmanjos que ainda moram com os pais são despejados de surpresa, e vão ter de aprender a se virar.
Essas são três das muitas novidades que já apareceram em um dos principais eventos sobre televisão do mundo: a MipTV, que começou nesta segunda (8), em Cannes, sul da França. Por televisão, entenda-se tanto a TV tradicional quanto aquela disponível na internet. São 10 mil participantes, de 3.400 empresas.
Mip acontece em Cannes, no litoral francês
Álvaro Pereira Júnior/TV Globo
Por enquanto, os destaques são a Coreia do Sul e as nações da Escandinávia. Em vários painéis – da MipTV e do MipFormats, um evento paralelo –, esses países foram citados como polos de criatividade, ao lançar formatos que começam a se espalhar. O game show das celebridades mascaradas e o programa de namoro hi-tech são sul-coreanos. O reality show dos filhos dispensados pelos pais vem da Dinamarca.
Como prova dos alcance mundial dessas criações, “O Cantor Mascarado”, desde janeiro, já é sucesso também na Fox, uma das principais redes de TV dos EUA, que comprou o formato da Coreia.
A MipTV ocupa todos os sete andares de uma construção labiríntica e disforme, o Palácio dos Festivais, um mamute modernista encravado entre as águas azuis do Mediterrâneo e as lojas de luxo da Croisette, a avenida litorânea da cidade. É nesse mesmo Palácio que, em maio, acontece o glamouroso festival de cinema de Cannes.
O MipTV mistura palestras sobre tendências de TV, com exibições em primeira mão de filmes e séries, com feira de negócios. Produtoras, estúdios e redes de televisão oferecem seus produtos. Criadores procuram produtoras e estúdios para viabilizar seus projetos. Os estúdios e produtoras, por sua vez, buscam financiadores e plataformas de distribuição.
Bebê sobe as escadarias do Palácio dos Festivais
Álvaro Pereira Júnior/TV Globo
Há diversos ambientes projetados para o fechamento de negócios. Isso sem falar no que acontece nos salões e quartos reservados dos hotéis, e nas infinitas festas só para convidados, que fazem ferver as noites de Cannes (também há festas abertas, mas quem decide mesmo não fica circulando em público).
Nas diversas apresentações do primeiro dia do evento, algumas tendências foram apontadas:
Forte crescimento, no total de audiência, da fatia de quem não viu o programa no horário fixo, mas acessou depois pela web (a série “Killing Eve”, da BBC, por exemplo, foi mais vista “on-demand”, nos dias imediatamente seguintes à exibição, do que na hora em que passou);
Preferência, na TV tradicional, por histórias claras e lineares, deixando as narrativas mais ousadas para os canais a cabo e para o conteúdo exclusivo on-demand (fora da grade de horários, e que pode ser visto quando e onde o espectador quiser);
Reality shows menos engessados, mais “autênticos”, alguns até filmados pelos próprios participantes, como num vlog (blog em formato de vídeo);
Aumento de programas voltados para o chamado “mercado grisalho”, uma consequência do crescimento do número de idosos na população mundial;
A força e a resistência das telenovelas, que, em vez de serem derrubadas pela febre das séries, têm se consolidado e ganhado espaço.
Na linha bizarra, chamaram a atenção um programa sul-coreano e um da Austrália.
Outdoor do reality show coreano em que idosos com problemas de memória atendem num restaurante
Álvaro Pereira Júnior/TV Globo
O reality show coreano se chama “O restaurante que esquece os pedidos”. É estrelado por idosos com problemas de memória, por estarem com início de demência. Seus criadores alegam que o programa, à primeira vista chocante, visa “quebrar preconceitos” e mostrar que os velhinhos esquecidos podem continuar úteis e produtivos. O britânico Channel 4 comprou o formato e já começou as filmagens.
Da Austrália, vem “Operation live”, que, como o nome indica, transmite cirurgias ao vivo. O exemplo mostrado foi de uma cesariana (o bebê nasceu sem problemas). Planos de transmitir uma operação cardíaca de alta complexidade foram cancelados depois que médicos australianos alertaram para o risco do procedimento.
Para esta terça (9), está marcado o painel mais esperado de todos os anos: a FreshTV, do grupo suíço de análise de mídia The Wit, que compila os maiores sucesso da TV mundial, em todos os tipos de mercado – dos maiores até o mais obscuros. A apresentação é sempre da CEO do The Wit, Virginia Mouseler, espécie de musa da MipTV, sempre seguida por fãs quando circula pelo Palácio dos Festivais.
O evento termina na quinta (11).