PF inicia operação para investigar fraudes em registros sindicais

Esta é a quinta fase da Registro Espúrio

Esta é a quinta fase da Registro Espúrio
Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo – 19.10.2018

A PF (Polícia Federal) iniciou na manhã desta quinta-feira (13) a quinta fase da operação Registro Espúrio, que investiga fraudes e desvios relacionados registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho. O foco das investigações são os desvios realizados da CEES (Conta Especial Emprego e Salário) por meio do pedido ilegal de restituição de contribuição sindical. 

Polícia Federal deflagra quarta fase da Operação Registro Espúrio

Os envolvidos no esquema conseguiam empresas interessadas na fraude, manipulavam os pedidos de restituição, transferiam os valores da CEES para a conta da entidade e, depois, um percentual era repassado para os servidores públicos e advogados integrantes do esquema. As investigações apontam desvios de pelo menos R$ 12.965.349,33 da CEES.

As autoridades cumpre 14 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal), em Brasília, Goiânia, Anápolis e Londrina. 

Segundo a PF, os investigados irão responder pelos crimes de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, falsificação de documento público e lavagem de dinheiro.

A primeira fase da Operação Registro Espúrio foi deflagrada no dia 30 de maio. Após cerca de um ano, as investigações revelaram um amplo esquema de corrupção dentro da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho, com suspeita de envolvimento de servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais e parlamentares.

De acordo com a Polícia Federal, o STF (Supremo Tribunal Federal) determinou o afastamento do consultor jurídico do Ministério do Trabalho e do superintendente regional do Trabalho no Distrito Federal.

Índices chineses sobem com expectativa de mais medidas de suporte

XANGAI (Reuters) – Os índices acionários chineses avançaram nesta quinta-feira, com expectativas de novas medidas para ajudar a economia gerando ganhos em todos os setores.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,6 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 1,2 por cento.

As empresas de infraestrutura saltaram depois que a mídia estatal informou na quarta-feira que o governo ajustou suas prioridades para se concentrar mais na infraestutura, nas exportações e no combate à poluição da água, ao mesmo tempo que reduz os esforços para diminuir a capacidade nas indústrias de carvão e aço.

Os líderes chineses vão realizar a Conferência Central de Trabalho Econômico, que tipicamente ocorre em dezembro. Conforme o crescimento econômico se atenua, analistas prevêem forte apoio para sustentar o crescimento.

As expectativas também são altas para mais flexibilização monetária, disseram analistas da Guotai Junan Securities em um memorando nesta quinta-feira. “À medida que o Federal Reserve dos EUA desacelera o aumento da taxa de juros, e conforme a inflação se modera na China, haverá mais espaço para políticas como corte adicional nos compulsórios”.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,99 por cento, a 21.816 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,29 por cento, a 26.524 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,23 por cento, a 2.634 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,55 por cento, a 3.219 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,62 por cento, a 2.095 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,43 por cento, a 98.858 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,36 por cento, a 3.111 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,14 por cento, a 5.661 pontos.