Volkswagen é multada na Polônia pelo escândalo do dieselgate


Caso de manipulação de motores a diesel custou ao grupo mais de 30 bilhões de euros (R$ 13 bilhões) em despesas em todo o mundo, e também envolveu o Brasil. Escândalo ‘dieselgate’ foi revelado em 2015 após testes mostrarem manipulação nas emissões de carros da montadora
Michele Tantussi/Reuters
O Escritório Polonês de Concorrência e Proteção ao Consumidor (UOKiK) anunciou nesta quarta-feira (15) uma multa de mais de 120 milhões de zlotys (28,5 milhões de euros ou R$ 13 milhões) à subsidiária polonesa do grupo Volkswagen, no âmbito do escândalo do “dieselgate”.
“A Volkswagen manipulou indicadores de emissão de gás e enganou os consumidores”, afirmou o escritório em um comunicado divulgado em seu site.
“Este procedimento foi utilizado por oito anos (de 2008 a 2016). Durante a investigação, nunca houve propostas de uma solução amigável por parte do grupo “, disse o presidente da UOKiK, Marek Niechcial, citado no comunicado.
Em resposta a esta decisão, o grupo Volkswagen Polska declarou que “não via base legal para a sanção imposta pela UOKiK”.
Em 2015, o grupo Volkswagen, que também detém marcas como a Audi, reconheceu ter equipado mais de 11 milhões de carros com um programa de computador que fazia os veículos a diesel parecerem menos poluentes do que realmente eram, quando submetidos a testes.
Desde então, o “dieselgate” custou à Volks mais de 30 bilhões de euros (R$ 13 bilhões) em despesas legais, multas e indenizações, principalmente nos Estados Unidos. O caso também atingiu veículos no Brasil.
Initial plugin text

Please enter banners and links.

Venda de veículos usados cresce 2% em 2019, diz Fenauto


Segundo a federação das revendedoras, os usados com 4 a 8 anos de uso foram os mais comercializados. Aumentam as vendas de veículos em Imperatriz, MA
Reprodução/TV Mirante
As vendas de veículos usados cresceram em 2019, de acordo com a federação das revendedoras, a Fenauto. Foram comercializados 14.592.691 veículos, contra 14.275.382 em 2018, representando um aumento de 2,2%.
Venda de veículos novos cresce 8,7% em 2019, melhor resultado em 5 anos
Financiamento de veículos cresce em 2019 e tem melhor ano desde 2014
Segundo a federação, o maior número fica para os chamados usados “jovens”, com 4 a 8 anos de uso: 5.695.363 unidades, ou 39% do total. Os seminovos (de 0 a 3 anos) têm o menor índice, com 2.257.789, ou 15% do total.
Por falar nos seminovos, eles continuam em queda desde 2017, quando foram vendidas 5,06 milhões de unidades. Em 2018, foram 2,42 milhões (redução de 52,1%), contra 2,26 milhões de 2019. Os usados “jovens” cresceram de 2017 para 2018, mas caíram em 2019.
Já os usados “maduros”, com 9 a 12 anos de uso (3.109.400 de unidades), e os “velhinhos”, com 13 anos ou mais (3.530.139), registraram crescimento.
Vendas de veículos por idade em 2019
G1 Carros
“As vendas deste ano mantiveram a tendência de resultados positivos apresentada nos últimos anos, demonstrando uma recuperação sustentada do setor, em função da retomada da economia como um todo”, disse o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos.
“Esperamos que, em 2020, essa tendência de resultados positivos nas vendas dos seminovos e usados prossiga”, completou.
Seminovos e usados mais vendidos em 2019
Carros e comerciais leves
Volkswagen Gol – 895.570
Fiat Uno – 548.879
Fiat Palio – 535.264
Ford Fiesta – 354.932
Chevrolet Celta – 328.370
Fiat Strada – 288.221
Volkswagen Fox – 282.095
Ford Ka – 262.825
Chevrolet Corsa – 234.920
Hyundai HB20 – 222.394
Volkswagen Saveiro – 218.622
Motos
Honda CG 150 – 713.316
Honda CG 125 – 428.913
Honda Biz – 311.945
Honda Bros 150 – 269.971
Yamaha YBR 125 – 102.442
Honda CB 300R – 95.628
Honda XRE 300 – 83.930
Honda Pop 100 – 79.441
Honda CBX 250 Twister – 70.616
Yamaha Fazer 250 – 68.562

Please enter banners and links.