Em SP, avenida Paulista é fechada para carros neste domingo

Avenida Paulista será fechada para carros neste domingo (4)

Avenida Paulista será fechada para carros neste domingo (4)
Raw Image/Folhapress

O Programa Ruas Abertas, que fecha ruas e avenidas de São Paulo para veículos e abre para pedestres e ciclistas, terá horário diferenciado neste domingo (4) em função das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

As vias — entre elas, as avenidas Paulista e Sumaré — serão interditadas para carros somente às 13 horas, permanecendo fechadas até 18 horas. Elas costumam ficar interditadas a partir das 10 horas.

Leia mais: Candidatos do Enem podem denunciar fake news

Para facilitar o acesso dos candidatos aos locais de prova, também será reforçada a frota de ônibus da capital paulista, com mais 249 coletivos nas ruas neste domingo, e no próximo, dia 11, datas dos exames.

A linha 372F/10 (Univ. São Judas Tadeu – Metrô Bresser), que normalmente não circula aos domingos, vai operar nos dias das provas. Segundo a Prefeitura de São Paulo, também será ampliado o número de partidas de 75 linhas.

A Prefeitura recomenda que os candidatos devem utilizar o transporte coletivo para se deslocar. Aos domingos e feriados, quem usa o Bilhete Único Estudante (gratuidade ou meia tarifa) pode utilizar até quatro ônibus diferentes no período de duas horas, pagamento o valor de uma tarifa. Quem possui o Bilhete Único com créditos comuns também pode utilizar até quatro ônibus, porém em um período maior: 8 horas, pagando somente uma passagem.

Veja também: Graduação ou escola técnica? Veja como planejar sua carreira

Os principais corredores de trânsito da cidade serão monitorados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A administração municipal informa que os agentes vão ajudar na remoção de interferências, a fiscalização em áreas de embarque e desembarque, a orientação da travessia de pedestres e a operação de semáforos.

Veja as vias que participam do programa Ruas Abertas

– Avenida Paulista;

– Rua Cássio de Almeida;

– Rua Professor Onésimo Silveira;

– Rua Medeiros de Albuquerque;

– Rua Terezinha do Prado Oliveira;

– Avenida Vereador Abel Ferreira;

– Avenida Luiz Gushiken;

– Avenida Sumaré;

– Rua São Luiz Gonzaga;

– Rua Monte Camberela;

– Rua Aída;

– Avenida José da Natividade Saldanha;

– Avenida Milene Elias;

– Avenida Kohun Takara;

– Rua Benedito Galvão.

Please enter banners and links.

Porque a puberdade começa cada vez mais cedo

A puberdade precoce em meninas implica em alterações na perspectiva da saúde mental

A puberdade precoce em meninas implica em alterações na perspectiva da saúde mental
Getty Images

Louise Greenspan, pediatra e professora da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, se lembra da primeira vez que atendeu uma menina de 7 anos com as mamas começando a se desenvolver.

“Seus pais estavam muito preocupados e queriam entender o que estava acontecendo com a menina, que ainda brincava com bonecas”, escreveu a médica em um artigo para o portal US News.

“Quando expliquei a eles que 15% das meninas começam a puberdade nessa idade, eles não podiam acreditar.”

Relógio biológico: 12 pontos para entender como ele afeta a sua vida

No passado, o desenvolvimento da puberdade, com sinais como o crescimento da mama ou dos pelos pubianos, era considerado anormal antes dos 8 anos de idade.

Mas, nos Estados Unidos, 15% das meninas estão iniciando o desenvolvimento das mamas aos 7 anos e, aos 8 anos, mais de 25% começam a passar por esse processo.

E isso não acontece apenas nos Estados Unidos: segundo o médico e especialista em puberdade Frank Biro, do Centro de Medicina Adolescente do Hospital Infantil de Cincinnati, estamos diante de um fenômeno global.

Mudanças começaram a ser percebidas no início do século 20

“Não há uma razão simples para explicar por que a puberdade tem ocorrido em uma idade mais precoce”, explicou Biro em entrevista à BBC News Mundo, o serviço em espanhol da BBC.

O médico estima que a puberdade tenha sido adiantada pelo menos um ou dois anos desde o início do século 20, especialmente entre as meninas.

“No início do século passado, a alimentação começou a melhorar e a saúde pública também. É nesse ponto que o começo da puberdade ficou mais precoce”, explica o médico.

“Mas em meados do século 20, e especialmente nas últimas duas décadas, começamos a ver algo muito diferente”.

 

'Adiantamento' da puberdade é mais evidente entre as menina

‘Adiantamento’ da puberdade é mais evidente entre as menina
Getty Images/BBC Brasil

Frank Biro e colegas conduziram uma pesquisa há alguns anos sobre a puberdade precoce em meninas.

Estudos anteriores já haviam vinculado o Índice de Massa Corporal (IMC) a um início mais precoce da puberdade. Para Biro, sua pesquisa ratificou isto: o IMC talvez seja o fator mais importante na explicação deste fenômeno.

Isso ocorre porque as células de gordura participam da produção do estrogênio, um dos hormônios sexuais femininos. Assim, quanto mais tecido adiposo uma menina tiver, maior a probabilidade de que comece a puberdade mais cedo.

Os pesquisadores também apontam que a exposição a elementos químicos no ambiente pode estar alterando a idade em que a puberdade começa.

Os fenóis, os ftalatos e os fitoestrógenos são substâncias químicas conhecidas como desreguladores endócrinos, já que interferem no sistema hormonal do organismo.

Eles são encontrados em diversos produtos manufaturados, como esmaltes, perfumes e xampus.

“O que descobrimos é que a exposição a esses produtos químicos está associada ao desenvolvimento mais precoce das mamas”, explica Biro.

Novos riscos que também se apresentam

Uma puberdade mais precoce antecipa certos riscos.

Para começar, as crianças com maior Índice de Massa Corporal são mais propensas a ter obesidade e diabetes tipo 2.

 

Fatores ambientais pode estar alterando o início da puberdade

Fatores ambientais pode estar alterando o início da puberdade
BBC NEWS BRASIL

Biro aponta também que a menstruação precoce está associada a um risco aumentado de câncer de mama.

“Também temos que levar em conta os fatores sociais”, alerta o médico. “Sabemos que meninos e meninas que iniciam a puberdade mais cedo têm maior probabilidade de se engajar em comportamentos de risco, como fumar, beber ou usar drogas”.

Segundo um estudo realizado em janeiro nos Estados Unidos, a puberdade precoce em meninas também está relacionada a uma maior probabilidade de problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão.

Para Biro, isto também é tributário de uma questão social.

“Como aparentam ser mais velhos, eles são tratados como se assim fossem”, explica o especialista. “Se uma menina de 12 anos parece ter 15 anos, é muito provável que a tratem como se tivesse 15 anos, o que pode causar muitos problemas.”

E quais são os alertas para os meninos que iniciam a puberdade mais cedo?

“Os meninos passam por pressões diferentes das meninas”, explica o médico. “Os garotos que crescem antes tendem a ser vistos como líderes. Apesar de haver também a possibilidade que acabem adotando comportamentos mais arriscados, um início precoce da puberdade pode ser uma coisa positiva para alguns deles”.

A boa notícia é que é improvável que a idade em que a puberdade começa continue a diminuir.

“Há de existir um mínimo biológico”, diz Biro. “E no que diz respeito às garotas, não acho que (a idade) possa continuar caindo muito mais.”

Please enter banners and links.