Criador de ‘Breaking bad’ prepara filme derivado da série, diz revista


Vince Gilligan escreverá roteiro e pode também assumir direção do projeto, segundo a ‘The Hollywood Reporter’. Bryan Cranston e Aaron Paul em ‘Breaking bad’
Divulgação
O criador de “Breaking bad”, Vince Gilligan, está preparando um filme derivado da famosa série, informou nesta terça-feira (6) o site da revista especializada “The Hollywood Reporter”.
Detalhes sobre o projeto não foram divulgados. De acordo com a publicação, Gilligan será produtor executivo, escreverá o roteiro pode também assumir a função de diretor do longa. que terá duração de duas horas.
Não está claro se a história será lançada nos cinemas ou transmitida na televisão. A produção ainda não tem título confirmado, embora o projeto esteja sendo desenvolvido com o nome provisório de “Greenbrier”.
Também não se sabe se o filme será um “prequel” de “Breaking bad” (com eventos que se passam antes da trama original), como “Better call Saul”, ou uma sequência dos eventos da série.
Vencedora de um Globo de Ouro e dois Emmy de melhor série dramática, “Breaking bad” é considerada uma das melhores produções televisivas da história. Protagonizado por Bryan Cranston, seu enredo mostrava a transformação de um professor de química em um traficante.

Itep-RN realiza primeira coleta de DNA em laboratório próprio; missão é identificar corpo de menina de 12 anos


Diretor-geral do instituto diz que tempo para solução de crimes deve ser reduzido de 6 meses para apenas 30 dias. Laboratório do Itep foi inaugurado em julho, mas até então não estava funcionado efetivamente
Itep-RN/Divulgação
O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) realiza nesta quarta-feira (7) a primeira coleta para exame de DNA em laboratório próprio. A estrutura fica em Natal e foi inaugurada em julho, mas até então não estava funcionado efetivamente. Segundo o governo, o momento é histórico para a polícia científica do RN, que sempre precisou enviar exames de DNA para outros estados.
O material será coletado de familiares da adolescente Maria Carla da Silva, de 12 anos, e comparados aos restos mortais de um corpo encontrado enterrado no dia 17 de outubro na zona rural de Apodi, município da região Oeste do estado. O objetivo é justamente confirmar se o corpo é o da adolescente, que foi vista pela última vez com vida um mês antes.
O cunhado da garota, que confessou tê-la matado, está preso. Foi ele quem mostrou à polícia o local onde o corpo estava enterrado. Em razão do avançado estado de decomposição, não foi possível fazer a identificação por impressões digitais nem arcada dentária, já que a menina não possuía exames dentários que pudessem ser usados como forma de reconhecimento.
A coleta do material genético, segundo o Itep, será feito às 14h.
A investigação do caso está sendo conduzida pela Delegacia de Polícia Civil de Apodi. Com o resultado do exame de DNA, a polícia afirma que o caso será concluído com maior celeridade.
“Agora teremos maior agilidade na solução de crimes e vamos conseguir reduzir de seis meses para apenas 30 dias a emissão dos resultados de identificação humana. Isso é uma conquista importante, tanto para o Instituto quanto para o Estado, pois até então nós não tínhamos como realizar exames de DNA aqui no RN”, destacou o diretor-geral do Itep, Marcos Brandão.