Homem morre após ataque de tubarão em ilha turística da Austrália

Homem de 33 anos foi atacado na baía Cid, onde dois outros ataques foram registrados em setembro. Um homem de 33 anos morreu após ser atacado por um tubarão nas ilhas Whitsundays, no nordeste da Austrália, e se transformou na terceira vítima desde setembro nessa mesma região, informou nesta terça-feira (6) a imprensa local.
O ataque ocorreu na tarde de segunda (5), na baía Cid, onde o homem estava nadando e praticando paddleboard com amigos em uma área turística, segundo a emissora local “ABC”.
O homem foi levado ao hospital de Mackay, uma cidade do estado de Queensland. Ele sofreu ferimentos graves em uma perna e no punho, mas não sobreviveu.
“Sofreu várias mordidas graves, uma perda significativa de sangue e um ataque cardíaco”, explicou Ben McCauley, um dos socorristas, que indicou que o ferido já tinha recebido atendimento no local do ataque por parte de paramédico e uma enfermeira.
Os paramédicos consideram que este ataque foi pior que outros dois anteriores, ocorridos em incidentes separados no último mês de setembro na baía Cid, nos quais uma menina de 12 anos perdeu a perna e outra mulher de 46 anos ficou gravemente ferida.
Diante dos ataques de setembro, as autoridades de Queensland colocaram palangres (equipamento de pesca que tem uma linha principal e muitas linhas secundárias com anzóis), e sacrificaram seis tubarões, dos quais cinco eram temidos tubarões-tigres.
Os ataques de tubarão acontecem ocasionalmente na Austrália, onde habitam 180 espécies de tubarões. Segundo estudos da agência científica governamental CSIRO, a Austrália conta com 2.210 exemplares adultos de tubarão branco, considerados os mais perigosos.

Polícia Militar realiza operação na Zona Norte do Rio

Moradores contam que há trocas de tiros na comunidade da Nova Holanda. A ação conta com o apoio de blindados. Há informações sobre quatro baleados na comunidade. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar realiza desde o começo da madrugada desta terça-feira (6) uma operação na comunidade da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro.
Moradores contam que há trocas de tiros na comunidade da Nova Holanda. A ação conta com o apoio de blindados. Há informações sobre quatro baleados na comunidade.